RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] A Nerd e o Cafajeste - Por Valéria Reis

14 outubro 2016


Título: A Nerd e o Cafajeste
Autor (a): Valéria Reis
Páginas: 240
Editora: Young
Skoob || Encontre

Sinopse: Júlia é uma menina órfã, deprimida e sem graça. Trabalha, estuda, lê, conversa com as amigas e morre de medo de praticamente tudo. Sua vida é um verdadeiro tédio, mas tudo pode mudar! Com o começo da reforma da loja em que ela trabalha, seu amor platônico - o pintor - pode estar mais perto do que deveria. Um amor lindo, perfeito e eterno surge... Só que não! Poderá Júlia amar além de seus medos? Confiar além de suas perdas? Aventurar-se além de um romance juvenil?
ALERTA! A autora deste livro não se responsabiliza por possíveis momentos de emoção, surpresa, ansiedade e curiosidade causados por este romance. Livro indicado para fortes de coração e resistentes de alma. Efeitos colaterais: Todos! 

O romance gira em torno de Julia de dezessete anos, e Jhony, com vinte e dois anos. Eles se conheceram oficialmente devido ao emprego de ambos. Julia trabalha numa loja de vestidos e após entrar em fase de reforma, Jhony foi um dos funcionários da obra, sendo pintor, pra ser mais especifica. Como Julia tem medo de se apegar a alguém devido à súbita morte de ambos seus pais, ela recusa os seus avanços diversas vezes, principalmente alguém mulherengo como o Jhony, mas o jovem é persistente e não desiste de conquistar a mocinha.

“Jhony era o tipo de cara que fazia qualquer garota enlouquecer e esse era o problema, as garotas realmente enlouqueciam por ele."

O livro é narrada em primeira pessoa e a estória é composta por duas partes, mostrando quando eles ficam juntos na adolescência e o romance na fase adulta. Ambos os personagens acabam passando por poucas e boas durante a trama.


Jhony é completamente cafajeste e infelizmente achei que algumas de suas atitudes foram realmente bem infantis, mas no geral ele é um amor, doce, super atencioso e completamente apaixonado, além de ser um motoqueiro quente.

Já Julia é aquela personagem típica medrosa, porém teve horas que ela se tornava a valentia em pessoa, e esse foi um ponto que não entendi muito bem pois demanda duas personalidades para a personagem tornando-a contraditória, mas tudo bem, não foi algo horrível de se colocar na história.

“Como a dama e o vagabundo já está sendo muito usado, com vocês vai ser diferente. A nerd e o cafajeste!"

Existem muitos personagens secundários durante a leitura como Carla, Lorena e Priscila que são as melhores amigas da Julia, onde trabalham e estudam juntas. Há também a Roberta, que foi quem adotou a Julia quando seus pais falecerem no acidente. Todos esses personagens aparecem sagradamente em praticamente todo livro, então acabou que os considerei principais pois realmente, eles aparecem MUITO e foram de extrema importância na estória. Pra mim, a que mais se destacou de longe foi a Carla, ela é engraçada, faz piada sobre tudo, não tem um pingo de vergonha em seu corpo, como também  não tem muito filtro no que sai de sua boca, impossível não adorá-la (risos).

Li o livro em e-book disponibilizado pela editora. Adorei a capa e achei que representa bem a essência da estória, fora que a cor vermelha vibrante foi o ponto alto pra mim. Internamente também está bem agradável, não encontrei erros durante a leitura o que mostra que o livro foi muito bem revisado. O modo de escrita da autora foi bem leve e informal sem palavras complexas ou linguajar mais sério.


Não posso dizer que amei o livro, pois achei a historia uma pouco atropelada, mas “Como assim atropelada?” Atropelada pois eram capítulos e cenas curtas e o romance de ambos foi extremamente rápido. O livro tem mais de duzentas páginas e senti como se tivessem cem, li extremamente rápido onde demorei nem duas horas pra finalizá-lo. Também a leitura não me prendeu muito, mas foi bem agradável para passar o tempo.

"— Foi bom, beijo só no rosto, um pouco romântico e nada de cena quente Carla! – respondi mostrando desinteresse.
— Que sem graça! – exclamou Carla, parecendo desolada."

O livro é recomendado para todas as idades, não é de teor sexual, e muito menos possuí cenas hots, pra ser bem sincera até os beijos são bem simples, então acredito que para você gosta daqueles romances mais juvenis podem adorar.


 Editora Young
1 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

1 comentários:

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo