RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] As perfeccionistas - Por Sara Shepard

26 janeiro 2018

Título: As perfeccionistas
[Perfeccionistas #1]
Autor (a): Sara Shepard
Páginas: 288
Editora: Rocco Jovens Leitores
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon || Submarino || Americanas

Sinopse: Autora da série bestseller Pretty Little Liars, que virou seriado de TV, Sara Shepard apresenta uma nova trama envolvendo cinco garotas e um crime em As perfeccionistas, primeiro de uma duologia. Desta vez, o cenário da trama é Beacon Heights, Washington, onde Mackenzie, Ava, Caitlyn, Julie e Parker frequentam o último ano do ensino médio. Enquanto planejam seu futuro e lidam com suas próprias questões pessoais e familiares, algumas nem um pouco louváveis, as cinco descobrem algo em comum: todas elas odeiam o mesmo garoto, o rico e convencido Nolan. E arquitetam um plano de assassinato perfeito. Mas quando Nolan aparece morto exatamente do jeito que elas haviam imaginado, Mackenzie, Ava, Caitlyn, Julie e Parker precisarão provar que não são culpadas, enquanto suas vidas – e seus segredos – desmoronam ao redor.



Parker, Julie, Caitlyn, Ava e Mackenzie estudam na desejada e elitista Beacon Heights. Todos nela buscam a perfeição, e, quem não o consegue, se torna um renegado e excluído socialmente. Nolan Hotchkiss é o máximo de perfeição que todos desejam chegar: rico, bonito, atleta e... detestável. Ao ponto que todos desejam cair em suas graças, e em mesma medida o odeiam pois de forma direta ou indireta, Nolan já fez algo para todos, e com as cinco meninas não foi diferente.

"Em Beacon não bastava ser bom; é preciso ser o melhor."

Após o Sr. Granger - professor de cinema - reunir as garotas de forma aleatória para realização de um trabalho, elas descobrem algo em comum: todas odeiam Nolan. E foi assim que na aula de cinema após um filme sobre vingança que as meninas começaram a especular sobre maneiras de puni-lo. Mas o  que era para ser algo inofensivo acaba por se tornar fatal. Após uma pegadinha realizada por elas, Nolan aparece morto.

"Um passo em falso e suas vidas perfeitas estariam acabadas."

Quando descobrem sobre sua morte, imediatamente as cinco pensam que foram longe demais, no entanto, era impossível que a brincadeira possa ter matado-o pois mediram exatamente suas ações. Alguém ouviu sobre o plano e executou exatamente como elas descreveram, e ao que parece, para incriminá-las. Agora cabe as cinco garotas em meio a problemas pessoais, escolares e familiares, encontrar o verdadeiro assassino e impedir que alguém descubra sobre a brincadeira, pois em Beacon Hights todos são perfeitos e um deslize assim, pode prejudicar para sempre suas vidas.







Sabe aquele livro que você termina e se sente frenética e meio chocada com os acontecimentos finais? Então, As perfeccionistas da autora Sara Shepard é exatamente assim. Não faço ideia do porque fiquei tão impressionada com esse feito, nunca li nenhum livro da autora, mas em contra partida assisti toda a série de Pretty Little Liars inspirada nos livros dela, e tudo que sentia com série vi refletido aqui e muito mais.

"Nolan podia ter morrido, mas havia lembretes de sua existência em todo lugar: fotos nas paredes, novos programas sobre "overdose acidental", as notificações matutinas dizendo que o funeral seria no domingo, dali a apenas três dias. E aquela assembleia, argh. O diretor tinha mostrado fotos do rosto rabiscado de Nolan que a própria Mac tinha postado anonimamente de um cyber café. Sem dúvidas, na Beacon High, a maior panela de pressão de todas, até uma assembleia era intensa."

Narrado em terceira pessoa, nele  acompanhamos todo o desenrolar do enredo pela perspectiva das cinco jovens em capítulos alternados. Confesso que de início achei confuso mudar sempre o ponto de vista e ver acontecimentos pausados, pois uma coisa que acontece em um capítulo, só vemos o desenrolar e desfecho depois de cinco outros capítulos. Com o passar da leitura fui me acostumando, e ajuda muito o fato das cinco protagonistas terem muito a mostrar. A vida delas é frenética e cada uma tem seus problemas os quais tentam resolver.






Parker era a garota mais popular da escola e ex-amiga de Nolan, após um acidente no qual ela ficou com cicatrizes no rosto, a jovem se tornou reclusa e excluída socialmente. Julie é sua melhor amiga e ocupou o lugar de abelha rainha na escola, mas a jovem tenta com afinco esconder o lado negro de seu passado. Ava é uma jovem lindíssima e totalmente julgada por isso tendo que enfrentar diversos problemas por boatos de ser fácil e conseguir boas notas dormindo com os professores. Mackenzie é uma musicista incrível e tenta se livrar de sua "amiga" que sempre fez de tudo para ser melhor que ela, até mesmo em conseguir o cara que ela ama secretamente há anos. E por fim Caitlyn é uma jogadora de futebol que busca uma bolsa de faculdade ao lado do namorado, no entanto após o suicídio de seu irmão mais novo ela percebe que o futebol não é tudo, e que fora o futebol, ela não tem nada em comum com o namorado, já com o cunhado...

Esses plotes criados para cada uma são envolventes e faz com o que o leitor conheça suas ações e personalidades individualmente gerando afeição. Adorei cada uma, mas confesso que o jeito durona da Parker me conquistou mais. Uma coisa que percebi conforme a leitura decorria foi que ambas não tinham nada em comum, a não ser o ódio por Nolan, e quando percebem que alguém está as incriminando, elas se unem e criam uma relação de sororidade. Qualquer um em seus lugares poderiam suspeitar entre si, no entanto o que acontece é o oposto, cinco garotas diferentes se unem e se protegem contra um inimigo em comum. A amizade que criam é maravilhosa e percebemos o quanto são sinceras e verdadeiras.






Adorei o livro em vários níveis e assim que a leitura finalizou desejei saber o que acontecia, principalmente depois do final bombástico. Vocês devem estar se pergunto então porque das 4 estrelinhas não é mesmo? Simples, o livro me agradou sim, no entanto ele é um volume introdutório e somente no final que temos um vislumbre do que podemos esperar da estória e eu queria mais. Aqui conhecemos as garotas, seus problemas, o mistério e os supostos suspeitos pelo crime, mas não mergulhamos de fato no mistério. Mas devo destacar que as cenas de ação e investigação que fazem foram suficiente para instigar e saber que vem algo incrível pela frente.

"O que ela tinha feito de tão ruim que ela merecera um tratamento tão horrível?" [...]

A escrita da Sara Shepard é sensacional. Fiquei completamente envolvida pela história desde as primeiras páginas, e devo dizer, a cena inicial mostrando a festa na qual Nolan morre é maravilhosa. Compreendi porque a autora tem tantos fãs, o controle que tem sobre seu enredo é enorme Ela deixa algumas pistas soltas que ao primeiro momento podem parecer nada, mas quando percebemos mais pra frente aquilo teve um motivo. Nada acontece por acaso e isso mostra o cuidado e domínio dela sobre sua história.






Realizei a leitura em ebook e não encontrei nenhum erro, muito pelo contrário, a tradução está maravilhosa e várias gírias locais do Estados Unidos foram traduzidas com maestria. A capa escolhida pela Editora Rocco é maravilhosa, não é a mesma do original, mas gostei pois dá um contraste legal dos outros livros já publicado no Brasil que geralmente trazem cores marcantes.

Envolvente, surpreendente e instigador, As perfeccionistas trás um enredo de mistério e crimes dignos de uma boa série de TV. Recomendo à todos que amem o gênero, e ainda mais para os fãs da autora.














Stefani Almeida
Arquiteta e Urbanista
Apaixonada por livros, filmes, series
fotos e Funko Pop
8 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

8 comentários:

  1. Oi Stefani, eu ainda não conhecia o livro e fiquei curiosa, principalmente por cada personagem ter seu plote e isso poder argumentar suas atitudes. Acho que a autora deve ter se dedicado muito nisso. Quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Novamente me vejo com mais uma recomendação envolvendo o mistério e mal consigo me
    conter, meu desejo para descobrir o verdadeiro assassino já está pulsando e a forma como descreveu a história me fez ficar ainda mais curioso.

    Abraços.
    [Um Remédio Chamado Ler]

    ResponderExcluir
  3. Ao mesmo tempo em que me arrependo por não ter solicitado esse livro para resenhar, agradeço porque eu não fazia ideia de que era apenas um introdutório, poxa vida! Ainda assim, eu também nunca li nada da autora e em saber que voce gostou, fico ainda mais curiosa e com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  4. Que legal,amei a resenha, esse livro deve ser incrível fiquei super curiosa pra ler😙

    ResponderExcluir
  5. Helloo, tudo numa nice?!
    Eu nunca li nada da autora, mas assisti uma série dos livros dela que foi The Lying Game e gostei bastante. Fiquei com vontade de ler para saber mais. Esse livro também me chamou a atenção e fiquei com vontade de conferir. Talvez começar por esse seja uma boa ideia. Espero gostar muito.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada desta autora e nem assisti à série Pretty Little Liars, então, não faço ideia do que esperar da escrita dela. Gostei bastante da premissa e sua resenha me deixou bastante curiosa para conferir, principalmente por falar que a autora consegue fazer com que o leitor conheça a personalidade de cada uma das personagens e se afeiçoe a elas.
    Por outro lado, saber que ele é uma introdução para a série e não entramos muito no mistérios. Isso talvez torne a leitura um pouco cansativa para mim.
    No entanto, sua resenha conseguiu despertar mesmo minha curiosidade e vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ai, esse livro soa tão empolgante, e essa resenha mais ainda. Adoro o ritmo da sara Shepard, apesar de no passado ter enjoado completamente de pretty litle liars com a volta que a autora deu, mas com certeza eu vou ler esse, e torço para que o segundo da duologia não demore.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Não sabia que Pretty Little Liars tinha sido baseada nos livros dessa autora, e confesso que nunca li nada dela, e assisti a poucos - bem poucos - episódios de Pretty Little Liars. No entanto a premissa me parece bacana, e conforme fui lendo a sua resenha confesso que fui montando teorias sobre qual das meninas pode ter feito tudo, afinal de contas, quem mais poderia realizar com perfeição do que uma delas/ Ok, ok... pra descobrir a real e que posso estar totalmente errada só lendo. rs

    Beijo!

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo