RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha tripla] Uma conversa, A canção de Amana e Efeito Borboleta - Por Bárbara Herdy

02 janeiro 2018

Título: Uma conversa
Autor (a): Bárbara Herdy
Páginas: 24
Editora: Auto-publicação (Amazon)
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon

Sinopse: Gabriela não pode fugir dessa conversa. Você poderia?
Em um conto delicado, Bárbara Herdy aborda uma conversa entre Gabriela e o que ela mais teme, a sua Depressão. A cada página é representado a sensação de ser assombrado por ela e como os outros veem o seu mundo, buscando compreender o que é possuir a depressão em seu intimo. Essa é uma história sobre medo, desilusão e superação onde Gabriela terá apenas uma escolha transformadora em sua vida.









Título: A canção de Amana
Autor (a): Bárbara Herdy
Páginas: Provavelmente 12.
Editora: Auto-publicação (No Wattpad, por isso não sei especificar as páginas.)
Leia: A canção de Amana

Sinopse: Amana é uma curumim, que vive numa aldeia com seu pai e irmãos. Sua vida era pacata, até que, um dia, na floresta, ouve um chamado misterioso. Seria um corvo ou era a voz de um ser poderoso, obscuro?
Ela passou a sentir aquela presença desconhecida desde então. A voz continua a lhe assombrar, mas ela não sabe o que significa... Ou teme pelo que ela tem a lhe dizer.
Com todo esse mistério, vamos acompanhando o desenrolar de momentos críticos na vida de Amana. Será que ela vai seguir a voz ou continuar sua vida normal?






Título: Efeito Borboleta
Autor (a): Bárbara Herdy
Páginas: 48
Editora: Auto-publicação (Amazon).
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon

Sinopse: Em Niterói, Lara e os seus amigos Edu, Paula, Michele e Diego se encontram no cinema em comemoração ao Dia das Bruxas. Com a sua intuição apitando, Lara acredita que há algo de sobrenatural cercando-a e mal sabia que de telespectadora, ela passaria ao papel de sobrevivente, correndo contra o tempo para escapar das garras de uma criatura sobrenatural com sede de sangue.
Para sobreviver, você terá que escolher.
Você está pronto?







 

Eu deveria resumir os contos, primeiramente. Porém, tentar resumi-los seria uma grande e sincera chuva de spoilers, razão pela qual não o farei. Além de não colocar quotes porque mesmo a menor delas pode dar um spoiler enorme e não desejo isso a quem está lendo esta resenha e quer os contos. Pois as sinopses falam por si mesmas e eu desejo, do fundo do meu coração, que vocês adquiram os contos e os leiam, pois creio que cada um dos três mereça a atenção de cada leitor. Ainda mais porque a autora transita com inacreditável facilidade entre diferentes gêneros.

Uma conversa, do gênero drama, como a própria sinopse diz, é a conversa da protagonista com sua própria depressão, doença que hoje afeta tantos pelo mundo, sendo considerada o mal do século 21. Mostra, de um modo realista, porém, comovente, Gabriela sobrevivendo a mais um dia de sua vida marcada por tal doença. Que muita gente diz que é frescura, falta do que fazer, ausência de Deus no coração e outras muitas bobagens de quem nunca passou por isso ou nunca conviveu com quem sofre disso.

Usando uma citação do Harlan Coben em A grande ilusão, que eu acredito que combina com todas as doenças mentais, vou tentar fazer com que vocês entendam como realmente é a depressão e o quanto a ignorância sobre o assunto pode piorar a situação de um depressivo:

“Os médicos viviam afirmando que as doenças mentais não eram lá muito diferentes das físicas. Dizer a alguém que sofria de depressão, por exemplo, para esquecer sua condição e sair de casa como se não tivesse nada era o mesmo que dizer a um homem com as duas pernas quebradas para correr até a padaria da esquina e voltar com o pão. Tudo muito bacana na teoria, mas, na prática, o estigma continuava firme e forte.”

A canção de Amana, do gênero folclore sobrenatural (tive de improvisar a expressão porque não é exatamente um conto de terror embora tenha uma série de aspectos), fala sobre uma menina curumim, Amana, que repentinamente ouve um misterioso chamado de um ser não identificado. Entre seguir a voz e continuar sua vida normal, o conto mostra que a autora não poupou os dedos na pesquisa sobre a rotina dos índios e seus rituais, cuja descrição faz com que a gente se sinta dentro da aldeia da menina. Que por si mesma é uma personagem muito encantadora e mais ainda destemida, pois ela não pensa duas vezes em fazer o que for necessário para salvar sua família e tribo de serem dizimadas por forças que muitas vezes estão fora do nosso controle. Um excelente conto!

Efeito Borboleta, esse sim um terror daqueles, é um conto repleto de referências aos famosos e tão bem e mal falados slashers. Que caso alguém não tenha nascido na década de oitenta ou até mesmo de noventa até hoje, são aqueles filmes de terror onde um assassino em série basicamente toca o terror matando todo mundo usando uma faca. Também serve motosserra, foice, machado, fogo, abridor de cartas e até arma de fogo.

A história começa com uma jovem de cabelo rosa, Lara, indo encontrar seus amigos no cinema para uma sessão de terror no Halloween, mas a garota de repente sente algo estranho no ar e não demora muito para que, entre muito sangue, gritos de pavor e corridas desenfreadas pela vida, os amigos tentem de alguma forma sair da mira de uma criatura sobrenatural sem nome ou origem que apareceu do nada (?) e está matando todos os ali presentes. Se eles irão sair vivos, só lendo Efeito Borboleta para descobrir. E quem sabe a continuação, que eu desejo com força que a Bárbara escreva, para descobrir o que exatamente desencadeou a situação. Afinal, nenhuma coisa surge sem explicação.

Por fim, se desejam contos bem escritos e muito envolventes, além de uma autora que não tem medo de transitar entre gêneros e ser versátil nas palavras, Bárbara Herdy é a autora que vocês procuram. Recomendo e outra vez o faço.







Renata Cezimbra
Professora desempregada, leitora voraz,
escritora doida e vampiróloga amadora.
31 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

31 comentários:

  1. Oi, Renata! Gostei da proposta dos contos, cada um parece ter o grau certo para envolver e surpreender o leitor. Fez bem em não resumir cada um, isso aumenta a curiosidade de quem lê a resenha em pesquisar sobre os livros (tipo eu rs). Ótima dica!
    Bjos!
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Adoro contos, pois eles me surpreende, gostei muito da sua indicação já anotando aqui para ler, vc já leu Conto de Dragões da Fabi Zambelli? É muito bom! Obrigado, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!! Não sei te dizer o por que, mas nunca gostei de contos...pode ser que não tenha lido bons contos, mas não é algo que me chama a atenção, mesmo as premissas sendo tão envolventes quanto essas!

    De qquer forma, é sempre bom expandir os horizontes!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, obrigada por me apresentar a esses três contos. Achei a premissa de todos super interessante. E como amo contos, logicamente já quero lê-los, especialmente o segundo que me chamou muito a atenção.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Renata! Apesar de não ser muito adepta da leitura de contos, gostei muito das dicas! Adoro leitura sobrenatural e esses contos parecem ser interessantes! O primeiro também parece ser uma ótima leitura, pois não vejo muito contos sobre depressão, vemos mais coisas cientificas. Adorei as dicas!
    Bjoxx <3
    http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Eu adoro ler contos, então logo já fiquei bem curiosa pra ler as obras. A que mais me deixou curiosa foi Efeito Borboleta, com certeza irei ler. Ótimas dicas!

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sou apaixonada por contos, então é claro que essa é uma boa pedida para mim e como disse, a sinopse fala por sí só e já desperta a vontade de fazer a leitura. espero ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito de ler contos mas de romance, nunca me aventurei a ler desses generos mas fiquei muito interessada em ler Uma conversa, sobre esse assunto que é bem serio e que não é tão comentado como deveria.


    https://imagine-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá...
    De vezem quando eu gosto de me jogar nos contos, pois, são leituras bem rapidinhas e geralmente muito agradaveis! Ainda não conhecias essas três histórias, mas, curti bastante suas resenhas e já anotei as dicas.
    BJO

    ResponderExcluir
  10. Estou precisando ler contos, faz um tempinho que não leio esse gênero que é sempre uma boa pedida.
    Esses três parecem ser bem interessantes a sua maneira.

    ResponderExcluir
  11. Estou precisando ler contos, faz um tempinho que não leio esse gênero que é sempre uma boa pedida.
    Esses três parecem ser bem interessantes a sua maneira.

    ResponderExcluir
  12. Oi Renata, as propostas dos contos são otimas e realmente é complicar resumir contos, acho que fez muito bem e fiquei bastante curiosa de ler por mim mesma. Não conhecia, mas dica anotada.

    Bjs, Tell me a Book

    ResponderExcluir
  13. Eu não conhecia os contos e mesmo não sendo de um gênero que eu leia com frequência eu fiquei bem curiosa com a leitura deles. Adorei a sua resenha e a maneira como você os resenhou. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  14. Olá Renata, não conhecia a autora e nem seus contos, mas pelos seus comentários eles estão incríveis *-* Espero ter a chance de lê-los em breve.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Renata, não conhecia os livros, nem a autora. Mas confesso que me interessei demais pelo último conto, é no estilo que eu gosto. Irei procura-lo para lê-lo!

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bom?
    Acho que até hoje só li um livro de conto na vida, rs. Mas adorei a idéia colocada nesses contos e espero poder ler em breve (tenho o conto da Borboleta no meu e-mail, só esperando pra ser lido!) <3

    ResponderExcluir
  17. olha, achei a proposta interessante... leria de boa os três contos... legal a protagonista ter cabelo colorido [super me identifiquei ahhahaha]
    adoro contos e mesmo detestando ler no formato ebook, eu daria uma chance pra esses por serem curtinhos...
    bjs...

    ResponderExcluir
  18. Olá Renata!!!
    Eu leio muito pouco contos talvez por isso eu seja muito pouco interessada neles, porém não nego que "A Canção da Amana" me chamou a atenção não sei se pela sinopse, ou pela capa com esse corvo.
    Obrigada por apresentar a autora e seus contos maravilhosos.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Renata
    Eu gosto muito de contos! E gosto ainda mais de intercalar estas leituras com outras mais extensas. Acho que isso dá um bom fôlego às leituras.
    Não conhecia a escrita da Barbara Herdy, mas fiquei muito curiosa e já coloquei na minha lista de futuras leituras. Obrigada pela dica!
    Creio que os dois primeiros eu vou gostar, mas o último conto...bem, eu confesso que morro de medo de contos e livros de terror, embora ele pareça interessante também.
    Gostei muito da forma como você escreveu este post!
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi Renata, tudo bem? Não conhecia esses contos, mas gostei muito da proposta. Além disso, por serem curtinhos facilita lê-los em paralelo com outras leituras, eu adoro fazer isso. Preciso dizer que também achei as capas muito lindas. A maneira como você escreveu o post também foi boa, não correndo o risco de dar algum spoiler. Adorei as dicas!

    Beijos,
    Blog Luna literária

    ResponderExcluir
  21. Olá, como vai?
    Não sou acostumada a ler contos, mas esses me despertaram o interesse. Eles parecem ser rápidos de ler, pois tem poucas páginas. Com certeza vou ler eles algum dia, espero que seja esse ano, pois fiquei muito curiosa.

    Beijinhos,
    https://livroseimaginacoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia essa autora e nem os contos em questão, mas dá para ver que ela trânsita por estilos bem diferentes. Pela sua resenha, ficou claro que ela passa por todos eles muito bem, mantendo a qualidade.
    Apesar de não ser fã de contos, leria o primeiro, pois traz um assunto bem sério. Já os outros dois, apesar de terem boas premissas, não fazem meu estilo.
    De qualquer forma, adorei saber sua opinião sobre os contos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Oi
    Que diferente, fiquei bem interessada pelo Uma conversa, mas leria todos, amo o gênero. Também não conhecia a autora, excelente maneira de saber mais sobre o trabalho dela.

    ResponderExcluir
  24. Olá, adorei as indicações, parecem ser leituras ótimas...

    Adoro contos, acho que são leituras rápidas que acrescentam muito.


    Abraços

    ResponderExcluir
  25. Adoro várias indicações e já estou aqui fuçando na Amazon pra comprar os três, inclusive adorei as capas.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Oi gente, como estão?
    MUITO agradecida pelos comentários de todos aqui nessa postagem tão maravilhosa de uma autora mais fantástica ainda! Tenho certeza de que ela estará felicíssima de saber que tanta gente se interessou pelo trabalho dela depois de ler a resenha.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Olá Renata, tudo bem?
    Eu gostei muito de conhecer suas impressões sobre esses contos e confesso que, apesar de não querer ler todos, quero ler "Uma conversa" eu acho que me imagino muito nessa mesma situação e quero descobrir como isso foi trabalhado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Oi!

    Eu não conhecia essa história, nem a autora, mas achei a capa linda! Amo contos e sempre que saem livros do gênero, eu corro para ler. Anotei a dica, ainda mais porque a autora é versátil como você disse :)

    beijois!

    ResponderExcluir
  29. Olá è realmente a proposta è boa eu com certeza vou ler o primeiro pq o assunto me interessa de uma forma pessoal. O segundo achei legal mas o terceiro com certeza vou ler pois è um dos meus gêneros favoritos. Adorei a resenha bjs .. 😘😘

    ResponderExcluir
  30. Olá!
    Gostei bastante do enrendo de Efeito Borboleta. Quando li a sinopse fiquei animada por ser ambientado em Niterói e ver que autores tem usado com frequência em suas histórias ambientadas no Brasil. Como fã do gênero terror, certamente essa leitura me chama mais atenção pelos requintes que foram utilizados para as maldades. Deve ser uma chuva de sangues pra tudo quanto é lado.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  31. Olá ♥
    Não sou uma pessoa muito ligada a contos, mas ultimamente ando ampliando muito meu horizonte literário para novos gêneros e gostos. O conto que mais me chamou atenção foi Efeito Borboleta, não se se tem alguma ligação com o filme. A premissa é maravilhosa. Achei bem diferente resenhar três contos de uma vez, mas parabéns.

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo