RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] Literalmente amigas - por Laura Conrado e Marina Carvalho

25 maio 2018

Título: Literalmente amigas
Autor (a): Laura Conrado e Marina Carvalho
Páginas: 300
Editora: Bertrand Brasil
Skoob
Compre: Amazon


Sinopse: Duas das mais populares autoras brasileiras da nova geração, as mineiras Laura Conrado e Marina Carvalho se juntaram pela primeira vez para escrever Literalmente Amigas.
Quando Gabi e Lívia, duas apaixonadas por livros, se conheceram em uma comunidade sobre literatura em uma extinta rede social, não imaginavam que se tornariam melhores amigas e que criaram um blog de resenhas literárias, o Literalmente Amigas.
Desde então, elas são inseparáveis, apesar das personalidades muito diferentes! Gabi é um pouco avoada, desorganizada financeiramente, de riso fácil e vive uma história de conto de fadas com o namorado de longa data. Já Lívia é assertiva, firme e possui planos bem delineados para seu futuro, embora ainda não tenha encontrado o emprego dos sonhos nem um romance arrebatador como o de seus livros favoritos.
Juntas, elas enfrentam as dificuldades da juventude, seja na profissão, seja no amor, até tudo começar a mudar quando ambas são selecionadas para a mesma vaga — para a qual as duas se inscrevem, sem contar uma para outra — na principal editora do país. Será que a paixão pelos livros, que antes unia as amigas, agora se tornará o motivo do término da amizade?



 "Conheci minha BFF — para nós, Book Friend Forever — numa rede social já extinta, quando ainda estávamos no Ensino Médio. Nossa paixão pelos livros nos levou a um fórum onde se debatia Literatura. Num certo dia, totalmente por acaso, nos unimos contra um grupo de pessoas para defender romances cujas protagonistas eram mulheres, o que foi descaradamente desdenhado por uns marmanjos ridículos que afirmaram que as narrativas vividas por personagens masculinos eram as mais relevantes na história da Literatura. Depois de citarmos Macabéa de Clarice Lispector, Gabriela de Jorge Amado, Anna Karenina de Tolstói, Tereza de Milan Kundera, e diversas outras protagonistas, fomos banidas do fórum por um moderador machista e retrógrado. Tá, talvez a gente tenha perdido um pouco a linha, mas eu tenho certeza de que só comecei a escrever xingamentos de baixo calão e amaldiçoar até a quinta geração dos interlocutores depois de uma tentativa frustrada de um debate intelectual sobre a participação da mulher na Literatura."

Gabi e Lívia se conheceram aos dezoito  anos em uma comunidade virtual, onde as duas debatiam livros. A partir de uma discussão ocorrida no tal fórun, onde ambas se apoiaram, uma amizade surgiu, e esta foi ainda mais alimentada quando as meninas descobriram ambas serem apaixonadas, daquelas fascinadas mesmo, por livros, e também estavam em uma fase semelhante da vida, estudando para vestibular e almejando entrar nas suas faculdades dos sonhos. Depois de sete anos a amizade das garotas se mantinha forte e intensa como no primeiro dia, ainda mais que elas agora partilhavam o literalmente amigas, um blog onde falavam das suas maiores paixões, os livros, e partilhavam também uma com a outra seus maiores segredos, sonhos, desejos, medos e amores.

"A gente fala sobre livros, finanças, livros, trabalho, livros, amores felizes e frustrados, livros, amigos em comum... E mais um bocadinho sobre livros."

Porém, em meio ao turbilhão de suas vidas surge algo inesperado: uma vaga na editora mais amada e cobiçada de todo o país, daquelas que os leitores compram todos os livros que ela lança e aquela que as meninas visitam todos os dias por meio de suas páginas virtuais, e dentre todos os candidatos que resolvem concorrer para a tal vaga estão as literalmente amigas, Gabi e Lívia, porém, o que é mais improvável acontece: nenhuma das duas revela para a outra que está concorrendo, e assim se instala um clima estranho e pesado entre as amigas quando elas finalmente descobrem ser concorrentes. Após se evitarem por algum tempo e com o clima quase insustentável que se instala, em um lugar isolado para o qual as amigas são mandadas elas finalmente enfrentam-se cara a cara, enquanto verdades são reveladas e palavras duras são ditas, e as amigas precisam encontrar um caminho e perceber o que é mais importante: realizar um grande sonho ou manter uma amizade.

"Sim. Lendo, ou melhor, devorando o romance novo da Elena Ferrante. Você vai amar, amiga.
Vou tentar passar esse livro na frente dos outros, então. Mas agora tudo o que quero é contar que beijei na boca hoje. Há menos de dez minutos, pra ser precisa.
Mentiiiira! Pode despejar tudo! Já larguei o livro."

Com personagens apaixonantes, romances arrebatadores, cenas divertidas e muitas referências literárias, musicais e comportamentais, Literalmente amigas é um chick-lit arrebatador, daqueles que devoramos sem querer acabar a leitura e deixa um imenso gostinho de quero mais para ontem.

"— Se parar para pensar, nós já somos uma rede. Quem vive uma história na imaginação, tem um brilho diferente."

"É. Talvez esteja aqui o desfecho que sempre sonhei. Mas leitor que é leitor sabe: nunca é o fim. É apenas uma pausa para uma nova história."




Literalmente amigas é um livro literalmente apaixonante e que me deixou viciada, e a partir do momento em que mergulhei em suas páginas quase não conseguia mais parar de ler, ao mesmo tempo que queria estender os capítulos só mais um pouquinho, para acompanhar essa história linda, divertida e que é puro amor, e que ao final me deixou com uma ressaca daquelas, e com a certeza de que foi o melhor chick-lit do ano, além de ter me arrancado boas risadas e de ter em alguns momentos me deixado toda emocionada.

Para começar, preciso dizer que esse livro tem uma peculiaridade: ele foi escrito a quatro mãos, por duas autoras mineiras, Marina Carvalho e Laura Conrado, que já eram muito reconhecidas antes com suas obras individuais, e agora ambas merecem muitos aplausos gigantes depois da criação desse ícone de livro. Eu já conhecia o trabalho da Marina há muito tempo, pois lia maioria de suas obras, e só havia ouvido falar sobre a Laura, e gostei demais do que encontrei aqui. As autoras trazem para o leitor uma sincronia incrível, e mal sabemos onde começa uma e termina outra escrevendo. Foi uma criação primorosa, daquelas que dá gosto de ler e eu fiquei torcendo para que essa parceria continue e que ambas tragam mais livros incríveis juntas para o mundo literário.

O enredo que encontramos aqui nos proporciona uma leitura leve e muito fluida, na qual nem vemos as páginas passando, e é cheio de destaques positivos, e um dos principais que encontrei foi todas as milhares de referências que as meninas fazem ao longo da história, em especial as literárias, e nelas Lívia e Gabi transitam entre falar de livros que já li, incluindo clássicos como Jorge Amado, Jane Austen e etc, até chegarem em coisas mais atuais, como Sophie Kinsella, Nora Roberts, Elena Ferrante dentre outros. Ainda, as referências não se limitam somente aos livros, e passam também por  comportamentos que só malucas e malucos por livros tem, bem como pensamentos e sentimentos de leitores, e as protagonistas possuem um blog, então elas fazem referência o tempo todo ao mundo dos blogs, das dificuldades, da gratidão, das interações, das relações com editoras e público, e é algo que certamente quem está envolvido com blogs como eu irá se identificar. Ainda, há muitas outras referências lindas de músicas, de comidas e cultura mineira, além de também falar um pouco de futebol, já que as meninas são torcedoras fanáticas pelos clubes mineiros e nos inserem no mundo das mulheres que amam futebol, mas sem fazer com que isso soe chato ou irritante.

E por falar nesse mundo de futebol sobre o qual as protagonistas gostam muito, também encontramos em Literalmente amigas, além da parte da diversão, um livro bastante feminista. Na história, Gabi faz parte de um grupo chamado grupa, onde mulheres que amam futebol se reúnem para irem aos estádios juntas para fugirem um pouco do preconceito e para fazerem companhia umas as outras, e essa Grupa existe de verdade. além disso, as protagonistas são muito independentes e autossuficientes, embora não dispensem um bom romance, mas nos levam a perceber que não necessitam deles para sobreviver e serem felizes, e que são inteiras por si só. Ainda, encontramos aqui espaço para outras temáticas muito relevantes como a homossexualidade, as disputas absurdas que existem no mundo corporativo, a importância das amizades, o quanto nós seres humanos somos feitos de altos e baixos e que é normal termos medo em algumas vezes, a importância de quem está ao nosso lado ser alguém que nos apoia e etc.

Não há absolutamente nada que eu possa alegar como negativo nesse livro. A construção é perfeita do início ao fim, e eu admito que apenas fiquei com um sentimento agridoce mas que se trata de algo muito pessoal em relação a uma atitude que as meninas tiveram com o blog, que embora necessária, me deixou com aquele nozinho na garganta.

Todos os personagens desse livro são muito ricos em suas construções, e nos enchem de sentimentos, pois são muito  do tipo "gente como a gente" durante todo o enredo. Gabi é uma menina meio avoada, passa por bastante dificuldade financeira, mesmo aos 25 anos e tendo uma faculdade, o que vem mostrar o que nós, jovens sofremos atualmente quando saímos de uma faculdade e não encontramos emprego em algumas vezes, e Gabi também é tremendamente insegura, e nessa parte me identifiquei bastante com ela. Ela é uma garota que quer muitas coisas mas muitas vezes deixa de fazê-las por puro medo, e durante todo o livro Gabi me arrancou boas risadas com sua mente na Gabilândia, o nome que ela se refere para quando está tendo seus pensamentos malucos no seu mundinho mais secreto. Já Lívia é uma das pessoas que teve sorte, pois conseguiu um emprego estável depois da faculdade e é uma profissional competente, embora tenha o sonho de ter mais, de fazer algo realmente pela literatura que tanto ama. Lívia também me arrancou boas risadas com sua personalidade aparentemente confiante mas no fundo cheia de dúvidas e dilemas, e me divertiu horrores em sua relação com Santiago, um amigo que surge no meio do caminho.

E por falar em Santiago, se há um mocinho que eu quis arrancar do livro e trazer para a minha casa, esse mocinho foi Santiago. Ele é lindo, compreensivo, daqueles que antes de tudo é um grande amigo, e me deixou encantada. Além dele, há Frede, outro grande amigo de Lívia que apareceu pouco, mas que tem presença marcante, e Leo, o namorado batalhador e atencioso de Gabi que também conseguiu me conquistar, ainda que Santiago ganhe disparado no quesito meu coração,.

Literalmente amigas é dividido em dezenove capítulos e mais um epílogo, e cada capítulo traz o ponto de vista de Gabi e de Lívia, em primeira pessoa no presente.

Em suma, Literalmente amigas é um livro imperdível, daqueles que provavelmente irá arrebatar todos os corações que se abrirem para ele. Essa é uma história linda sobre amizade, literatura, amor e muitas loucuras, tudo na medida certa para nos deixar literalmente encantados!







Tamara Padilha
Leitora compulsiva com foco em quase todos os gêneros
(exceto os romances de época e ficção científica).
Apaixonada por escrita, e em breve bacharel em direito.
16 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

16 comentários:

  1. Oi, Tamara
    Eu ouvi falar sobre o livro mas não sabia do que ele falava, agora estou ansiosa para ler. Nada melhor do que ler sobre pessoas gente como a gente, que gostam de falar sobre livros, indicar, resenhar e também trabalhar em editoras, mas principalmente a questão da amizade que é abordada que me chama atenção. Acho que preciso de algo leve assim ultimamente.
    Beijos!

    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!! :)

    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei bem curioso! Que bom que gostaste!! :)

    Enfim, a capa chamou logo a minha atenção! Que ótimo que deu para arrebatar o teu coraçao! E que queres levar esse mocinho pra tua casa! XD

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Gosto muito das duas autoras. Só pela sinopse já parecia um livro agradável de se ler. Sua resenha só confirmou isso ao dizer que é apaixonante e mostrar em seu texto como vale a pena ler o livro.
    :)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tamara.
    Estou muita curiosa para ler esse livro, porque sou apaixonada pelos trabalhos da Marina Carvalho. A história parece bem bacana!!
    A única coisa que me deixou triste na sua resenha foi o fato de perceber que ainda existe a ideia de que as mulheres independentes, que gostam de futebol e vão aos estádios e tudo o mais estão agindo como feministas... Sonho com o dia em que as pessoas sejam consideradas apenas pessoas e que situações assim não chamem mais atenção porque são a coisa mais normal do mundo!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Acho lindo quando falamos de amizades e quando isso vem unido com nossos gosto em comum é ainda mais animador. Adorei a premissa e acredito que também me deixaria viciada, ainda mais sendo nacional e falando da nossa realidade. Não conhecia o livro e nem as quatro mãos que os escreveu, então anotamos a dica e vamos conferir se prevaleceu o sonho ou a amizade das meninas.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu to louca pra esse livro e nao vejo a hora dele chegar em casa, a história me parece tão amorzinho! E fico feliz que a leitura tenha sido prazerosa pra voce, isso só me deixa ainda mais animada. Parece coisa que aconteceria conosco em blogs, né? Hahahha Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  7. Amei!!!
    Super me identifiquei com o livro,já anotei a dica.
    Conheço outros trabalhos da Marina, da Laura ainda não conheço, mas pelo jeito vou amar.
    Parabéns pela resenha, bem completa.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  8. Amei a premissa dessa história! Impossível não nos identificarmos! Fiquei aqui pensando em quantas conversas já tive sobre livros, nas amizades que se construíram na blogosfera... as palavras de carinho, os momentos de estresse também, claro... Enfim... Ser blogueira é maravilhoso. Ser leitora mais ainda. E acho que eu também irei gostar muito desse livro, sobretudo por falar do nosso universo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu já fiquei apaixonada por esse livro, mesmo sem ter lido, só pela sua resenha. Eu confesso que ainda não conhecia as autoras, mas parece ser um livro apaixonante e uma leitura bem fluida e envolvente. Além disso, achei interessante saber que, apesar de ser escrito por duas autoras, isso não fica aparente na história. Tinha medo de ficar muito marcado as partes que foram escritas por uma e as que forma escritas pela autora, mas fiquei feliz de saber que elas demonstraram tanta sincronia na criação do enredo.
    Adorei sua resenha e já vou adicionar o livro na minha lista de desejados.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Apesar de conhecer as autoras, eu não conhecia o livro. Gosto muito da Marina Carvalho, já não li nada da Laura. Porém, que premissa tão atual e tão comum ao nosso meio que chega ser emocionante. Que ideia brilhante! Estou apaixonada e quero muito o livro. Adorei a resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Amo quando começo a ler um livro e acabo viciada na história, tirando a premissa sei muito pouco sobre esse livro, essa é a primeira resenha que leio e você me deixou bastante impressionada e curiosa a respeito da história, espero ter a oportunidade de ler logo, pois me parece ser uma leitura que irei adorar.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá não me lembro de ter visto esse livro antes mais quero ler agora pela sua resenha dica anotada fiquei curiosa para realizar a leitura

    ResponderExcluir
  13. Oi, Tamara

    Olha, muito obrigada por essa resenha, pois se antes eu tinha zero interesse agora quero ler para ontem! Hahahaha
    Não sabia sobre o que se tratava o livro e nem procurei saber também, só vi a proposta e não me encheu os olhos, mas agora quero quero quero! Hahahah
    Achei muito legal ter essa abordagem sobre futebol e essa "competição" prla vaga. Deve ser muito bacana acompanhar os desdobramentos e ver como isso afeta a amizade delas. Vai pra listinha! \O/

    ResponderExcluir
  14. OI Tamara, tive duas decepções com Marina de Carvalho e por isso não sei se arriscaria uma terceira vez, mesmo sabendo que é um livro de duas autoras. Gosto muito das suas indicações e temos gostos literários muito parecidos, por isso vou pensar com carinho se lerei ou não.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?

    O livro parece ser bem divertido, parece ser uma leitura gostosinha e leve, pelo que você apresentou do enredo. Gosto de ler livros assim depois de leituras pesadas, e confesso que o fato de abordar amigas que iniciaram a amizade em redes sociais é o que acontece com vários leitores, curti! Dica anotada!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  16. Olá. Bem interessante essa ideia do livro ter sido escrito a quatro mãos, traz uma grande variedade de características nos personagens. Achei legal o enredo, e o envolvimento das protagonistas com o futebol. Assim que tiver oportunidade irei ler.

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo