RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] O segredo de Helena – por Lucinda Riley

17 maio 2018

Título: O segredo de Helena
Autor (a): Lucinda Riley
Páginas: 464
Editora: Arqueiro
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon 


Sinopse: Quanta verdade o amor é capaz de suportar?
Helena nunca esqueceu o verão que passou na mágica Pandora, a casa de seu padrinho no Chipre, onde, cercada por oliveiras e pelo verde-esmeralda do Mediterrâneo, ela se apaixonou pela primeira vez, aos 15 anos.
Mais de duas décadas depois, tendo herdado a antiga propriedade, ela retorna a Pandora para mais um verão, dessa vez em companhia do marido e dos filhos. No entanto, Helena sabe que voltar àquele lugar pode trazer à tona segredos que ela preferia esconder.
Um desses segredos envolve Alex, seu filho mais velho, fruto de uma relação anterior a seu casamento. Com uma inteligência acima da média, ele vive a difícil transição para a vida adulta e está determinado a descobrir a identidade de seu verdadeiro pai.
Enquanto o verão avança e pessoas do passado de Helena reaparecem, Pandora parece pronta a revelar os mistérios que ocultou por tantos anos e que, uma vez descobertos, farão com que a vida de Helena, e de sua família, nunca mais seja a mesma.


A vida da Helena é normal e tranquila. Ela é mãe de três filhos e é casada com um bom homem. 

Quando herda Pandora (nome da casa) do padrinho, uma casa no Chipre, na qual passou o verão quando tinha 15 anos, Helena fica encantada com a possibilidade de retornar àquele local mágico. 

Ao chegar na antiga casa com seus dois filhos mais velhos, Alex e Immy, Helena a encontra praticamente do mesmo jeito que a viu da última vez: encantadora e com uma belíssima vista dos oliveirais e do mar mediterrâneo. Só precisa fazer alguns ajustes antes da chegada do seu marido com filho mais novo e de alguns convidados, já que a casa ficou inabitada durante algum tempo.

Só que Helena não esperava reencontrar Alexis logo de cara, e com certeza não contava que ele a ajudaria com tudo o que precisava ser feito na casa. Helena conhecera Alexis na última vez que estivera ali, há mais de duas décadas e ele fora seu primeiro amor.

Helena também não esperava que surgissem tantos convidados. Primeiro Jules, a esposa do melhor amigo do Willian, seu marido, se convidou para passar duas semanas em Pandora com a família. E estaria tudo bem, se Jules não fosse sempre tão crítica e se Rupes, seu filho mais velho não fosse tão babaca com o Alex.

Depois, Helena ficou sabendo que a filha do seu marido, que ele não via há anos, viria passar o verão em Pandora também. Assim como a melhor amiga de Helena, que acabara de terminar um relacionamento e precisava de um refúgio para espairecer. 

Bom, não preciso dizer que o circo estava armado! Ainda mais quando velhos segredos de Helena parecem prestes a vir à tona, ameaçando destruir tudo que ela lutou para construir ao longo dos anos.




Olá orbitantes.
Esse é o meu primeiro contato com a escrita da Lucinda Riley, e devo dizer que já virei fã da autora. Simplesmente amei a ambientação, a construção dos personagens, as descrições... Achei tudo completamente maravilhoso. Enquanto eu lia, me via naquele lugar paradisíaco junto com os personagens, sentia o que eles sentiam, e, mesmo tendo vários personagens, com muitas histórias se entrelaçando, o livro não ficou confuso em momento algum e eu consegui me identificar com cada um deles.



O livro é narrado principalmente através do ponto de vista da Helena e do Alex. O Alex é o filho mais velho da Helena, tem treze anos, e está passando por alguns problemas. Ele não é muito bom com esportes, e teme que, por conta disso, não consiga criar uma conexão mais profunda com o padrasto, e pode ser por conta disso também que ele está um pouco acima do peso. Sem contar que Alex tem QI acima da média, o que faz com que ele perceba e pense sobre coisas que a maioria dos garotos da sua idade não pensaria ou perceberia. Mas ele ainda não tem maturidade emocional para lidar com todas essas percepções. Gostei muito do Alex e das suas divagações e achei interessante o livro ser narrado através do ponto de vista de um menino tão inteligente e que, ao mesmo tempo, mantém a inocência de uma criança. 

Eu me perguntei porque os seres humanos odeiam o mapa de sua vida que transparece no próprio corpo, enquanto uma arvores como essa, ou uma pintura desbotada, ou uma construção desabitada, quase em ruínas, são enaltecidas por sua antiguidade.

A Helena é uma mulher muito dedicada à família e todos à sua volta parecem depender dela de alguma forma e orbitar em torno dela. O que faz muitas vezes com que ela se sinta sobrecarregada por ter sempre que estar no centro de tudo, equilibrando as situações. Gostei da personagem, apesar de por vezes achar que ela estava sendo egoísta ao não revelar certas informações que não diziam respeito somente a ela. No entanto, no decorrer do livro entendi as motivações por trás das escolhas que ela fez.

O livro aborda um tema que eu considero muito interessante: o Alex coloca a Helena em um pedestal, ama a mãe acima de tudo e não enxerga defeitos nela. E, conforme o verão segue seu curso, Alex percebe que a mãe é uma pessoa como qualquer outra, e, como tal possui defeitos sim. Mas não é por isso que ele vai deixar de amá-la. Achei interessante o livro abordar essa percepção, porque creio que é algo que faça parte da transição para a vida adulta da maioria das pessoas.

Outro assunto interessante que o livro aborda, mesmo que de forma superficial, é a alienação parental. Sabe quando a pessoa usa o filho(a) como peão para conseguir prejudicar o(a) ex companheiro(a)? Então, é uma coisa horrível e o maior prejudicado sempre é o filho(a), que além de ser psicologicamente afetado(a), pode ser impedido(a) de ter uma relação saudável com o pai ou a mãe.



No que diz respeito ao romance, o livro retrata todo o tipo de amor e de relacionamentos entre os personagens. Não foca somente na Helena, traz outros personagens e outras histórias de amor (lindíssimas) no enredo. No geral, é narrada uma história que demonstra como nossas escolhas trazem consequências que podem afetar a nós mesmos e as pessoas à nossa volta. 

Então, reflito, o que aprendi nestas férias?
Que existem todos os tipos de amor, e que ele vem em toda sorte de moldes e formas.
Pode ser conquistado, mas não comprado.
Pode ser dado, mas jamais vendido.
E, quando está presente de verdade, ele gruda para valer.
Esse tal de amor.

O segredo que dá nome ao livro por vezes, durante a leitura, parecia algo óbvio, e por vezes me fazia criar teorias bem malucas, que a autora ia descartando uma a uma. É algo que me prendeu à leitura e me fez querer ler mais rápido para saber o que era, mas não foi o único elemento que me prendeu. Na verdade, o livro é formado por várias histórias, de vários personagens, que se entrelaçam e formam um todo complexo. E eu amei cada uma dessas histórias,e, sinceramente, não queria mais sair daquele universo criado pela autora.

A casa... Pandora... O instinto que ela tivera a respeito de voltar ali fora acertado. A caixa tinha sido aberta; seu conteúdo empoeirado fora vomitado pelos cantos escuros e saía voando livremente, provocando caos e sofrimento. No entanto, assim como no mito, ainda restava uma coisa: a esperança.

A descrição é bem detalhada, a autora descreve a casa e a paisagem nos mínimos detalhes, até mesmo as flores que Helena comprou para enfeitar os canteiros (que, admito, pesquisei no Google para saber quais eram). E sei que algumas pessoas não gostam disso, mas o lugar é realmente lindo e a autora consegue passar a magia do lugar através de suas descrições. Eu realmente me senti vivendo no universo criado pela autora, e acho que a descrição mais detalhada foi essencial para que isso acontecesse. 

Bom, mencionei lá em cima que esse é o primeiro livro da Lucinda que li, por isso pedi à Tamara, que leu tudo já publicado pela autora até o momento, que desse a sua opinião sobre esse livro também, para que vocês conhecessem outro ponto de vista. Então pode vir Tamara:

Olá, Orbitantes!
Como a Barbara mencionou, eu já li todos os livros que essa autora lançou no Brasil, e posso dizer que sou uma fã incondicional da Lucinda há anos, e ela é uma autora que tem uma capacidade intensa de me encantar e de mexer com os meus sentimentos mais intensos. No entanto, acho que foi esse encantamento  com a autora que me fez colocar fortes expectativas em cima do livro, e não tê-las suprido por inteiro. Mas como assim? Na verdade, como a Barbara colocou muito bem acima, Lucinda tem uma descrição maravilhosa, traz assuntos pertinents e a escrita dela nos leva para dentro da história. Mas, perante outros livros da autora que li, achei o segredo deste levemente fraco, além de por um gosto bastante pessoal eu não ter me conectado muito com os personagens. Algo que acabou me deixando frustrada também foi a presença da narrativa de Alex, que, embora seja interessante para a trama e mostre o crescimento dos personagens, acabou se tornando irritante para mim, a medida que eu acompanhava seus pensamentos um tanto infantilizados, e como estou acostumada a mulheres fortes, de personalidades mais delineadas durante as narrativas da autora, achei bastante estranho essa nova inserção.
Mas, ainda assim, O segredo de Helena é certamente um dos livros da Lucinda que vale a pena ser lido, porque essa mulher é tão incrível que seguindo o clichê, posso dizer que dá para ler até a lista de supermercado dela...

Bom, e agora voltamos para a Barbara! :)


A narrativa do livro não é linear, intercalando entre eventos que aconteceram no passado da Helena, eventos que aconteceram naquele verão que a família passou em Pandora, quando Helena herdou a casa do padrinho e eventos que aconteceram 10 anos depois daquele verão, quando Alex encontra um antigo diário escrito por ele naquela época. Mas a história não fica confusa e acho que foi a melhor maneira de o leitor ter ampla perspectiva de todo enredo. E a editora arqueiro exerceu um papel importante para não correr o risco de o leitor ficar confuso,  ao caprichar na edição, alterando a fonte quando o diário do Alex estava sendo narrado. E a capa do livro também está maravilhosa, do jeito que imaginei a casa, dá até vontade de colocar em um quadro.



Bom, já me estendi demais na resenha (para variar!), então indico a leitura para quem busca um livro que retrata vários tipos de relacionamentos, muito bem ambientado e capaz de prender o leitor do início ao fim. E acrescento que já me tornei fã da autora e estou ansiosa para ler outras obras dela.

Espero que tenham gostado da dica.
Fiquem de olho que logo tem mais!





Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.
16 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

16 comentários:

  1. Eu, como a Tamara, já li todos os livros da autora e amo muito ela. Tem uns livros melhor do que outros claro, mas depende do que você considera. Por isso que é melhor você ler outros para ter a ´percepção. Mas eu quero ver como será a minha leitura sobre este livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Confesso que não li nada da autora até hoje, apesar de ter um livro dela em casa, não sei explicar, mas os livros dela não conseguem me chamar a atenção. Apesar da indicação e de todas as ponderações e pontuações feitas, continuo sem me interessar. O medo maior é começar e me viciar e eu não tenho todos os livros. kkkk Quem sabe um dia! Todo livro e série tem vários altos e baixos, é assim mesmo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Nossa, preciso urgentemente conhecer algo da Lucinda. Sempre vejo elogios por ai, assim como o seu, mas ainda não obtive a oportunidade de ler. Tem uma outra série que me chama mais atenção no momento, no entanto isso não me impede de colocar esse também na lista :P Adorei a resenha sua com um primeiro contato e a opinião de quem é fã <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Barbara, eu nunca li nada da autora, mas quero muito, sempre achei as sinopses dos livros dela, incríveis, e este parece ser aquela leitura que prende a gente, especialmente por este segredo que já é mencionado no título do livro. Gostei muito da tua resenha, entrou para a lista de desejados.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiii Barbara

    Eu tenho pendente pra ler O Rouxinol, da mesma autora, tenho curiosidade em conhecer a escrita dela e se gostar com certeza vou querer mais livros, gostei de saber que este te conquistou, tb adoro livros bem ambientados, acho que é fundamental nesse gênero de histórias.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não li nada da Lucinda, uma vez cheguei pegar o livro em mãos, mas acabei lendo outra história.
    Pelo visto a escrita é viciante e a trama muito bem desenvolvida. Legal conhecer a opinião de vocês sobre a autora.
    Vai pra lista de leituras com certeza.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Olá
    O unico livro da Lucinda que li foi a garota italiana e confesso que vou demorar a me aventurar na escrita dela.
    Adorei a resenha muito bem escrita
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Barbara.
    Ainda não tive a chance de ler nenhum livro da Lucinda, mesmo já tendo alguns deles aqui na estante, autografados inclusive!
    Adorei saber que o livro, apesar de ter vários personagens, não é confuso e consegue mesmo transportar os leitores para os cenários paradisíacos!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  9. Oi Barbara!
    Eu tbe adoro a escrita da Lucinda!!
    Estou doida para ler este livro, adorei a sinopse e a capa é linda, linda.
    Adorei a participação da querida Tamara no post também
    Dica anotada
    Bjs

    www.maeliteratura.com

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li nada da autora, mas tenho a maior vontade de conhecer a escrita dela. Eu gostei bastante da sua resenha e essa obra parece que vai ser uma boa leitura para mim. Eu achei a capa desse livro uma graça!

    ResponderExcluir
  11. Achei o enredo meio confuso, mas fiquei curiosa com os segredos que Helena pode esconder em seu passado. Levando em conta que gostou da ambientação e é novidade um livro do tipo narrado por um menino, sem dizer o tema que o livro aborda, um enredo bem inovador. Vamos anotar a dica.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiiiiii,

    Eu já tinha ficado curiosa para saber quais são os segredos do passado e por achar que deve ser uma trama muito envolvente, mas você me ganhou completamente com a alienação parental, porque é um tema que eu acho muito interessante. Já super anotei a dica e espero poder conferir em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Barbara! Nunca li nada da Lucinda, e tenho a impressão de que seus livros sempre são profundos e cheios de tramas entrelaçadas que deixam a história muito mais agradável para leitura. gostei bastante da premissa desse livro, embora pareça ser grande, acredito que, como você disse, os detalhes vão se completando para uma maior satisfação. Gostei dos personagens e do lugar de pano de fundo. Gosto de ler lugares diferentes.. Obrigada pela resenha!



    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, ficou ótima a sua resenha, eu ainda não li nada da autora mas fiquei interessada nesse livro, fico imaginando a situação da Helena: herdando a casa, reencontrando pessoas do passado, e recebendo todas essas visitas. Parece ter temas bacanas nessa obra.

    ResponderExcluir
  15. Olá! Ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora, apesar de já ouvir falar bastante dela e de seus livros "maravilhosos", porém, li muitas resenhas negativas sobre esse em questão e acabei me receando em começar e conhecer a autora e sua narração através dele. Mas fico feliz que tenha gostado e adorei conhecê-lo por seus olhos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Sempre vejo muitos comentários sobre os livros dessa autora, mas ainda não li nada dela. Fico feliz que seu primeiro contato com a escrita da autora tenha sido tão bom. Gostei do enredo e achei bom saber que, apesar de tantas histórias se entrelaçando, você não se sentiu perdida. Isso indica que a autora fez um bom trabalho na construção da trama.
    No entanto, achei legal ver a perspectiva da Tamara também. Acho que é normal quando lemos tudo de um autor, criarmos muitas expectativas para um novo livro e nem sempre a leitura corresponde ao que esperávamos.
    De qualquer forma, adorei a resenha e fiquei curiosa para ler a obra e tirar minhas conclusões. Já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo