RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] Cartas para uma falsa dama – por Carol Townend

14 junho 2018

Título: Cartas para uma falsa dama
Autor(a): Carol Townend
Páginas: 295
Editora: Harlequin Brasil
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon

Sinopse: Ainda recém-casado, o conde Tristan deixou sua esposa para defender o ducado da Bretanha. Dois anos se passaram desde a última vez que Francesca vira o belo rosto do marido. Durante todo esse tempo, ela escreveu incessantemente para Tristan, mas não recebeu resposta. Nem mesmo após descobrir que não era a filha verdadeira do conde Myrrdin. Aflita, ela esperava receber o pedido de anulação do casamento a qualquer momento. Porém, quando Tristan retorna, Francesca percebe que não é a única assombrada por segredos do passado.


Resenha anterior:


Francesca cresceu pensando ser filha de um conde e fora criada como uma lady, com todos os benefícios e responsabilidades que isso acarreta. Aos dezesseis anos, casou-se com o conde Tristan le beu (o belo). O casamento foi  arranjado e por conveniência, tendo em vista que seu pai e Tristan eram possuidores de terras vizinhas. Apesar disso, Francesca estava feliz com o casamento e apaixonada pelo marido.

Sim, seu matrimônio com Tristan tinha sido arranjado, mas ela estava certa de que não fora a única a sentir o choque de deleite no dia do casamento.

Quando Francesca tinha 18 anos, Tristan teve que deixá-la para servir ao ducado. E logo depois da partida do marido, Francesca descobriu que não era filha legítima do conde Myrrdin, com a chegada repentina de sua verdadeira herdeira. Ou seja, Francesca descobriu que nunca fora uma verdadeira lady e, consequentemente, que não mais possuía um dote. Assim sendo, aguardava contato de Tristan a qualquer momento pedindo a anulação do casamento. 

Entretanto, dois anos se passaram e Tristan ainda não entrara em contato, nem ao menos se dignara a responder qualquer das inúmeras cartas enviadas por Francesca. E nesse período Francesca viveu em uma espécie de limbo, sem saber qual seria seu futuro e sem ter certeza de qual era seu lugar no mundo. 

Tristan, por sua vez, fora incumbido de levar Francesca ao conde Myrrdin, homem que a criara e que ela considerava pai, e que aparentemente se encontrava gravemente doente. Ele cumpriria essa missão e aproveitaria a oportunidade para pedir a anulação do casamento. Afinal, como continuar casado com uma mulher que não recorrera a ele em seu momento de maior necessidade? Ele só teria que resistir aos sentimentos que tinha por ela tempo suficiente para conseguir fazer isso. 

Quando Francesca inclinou a cabeça para trás e abriu um sorriso que lhe tirou o fôlego, Tristan percebeu que, se sua esposa quisesse algo e estivesse dentro das possibilidades lhe dar aquilo, ele o faria. Céus, parecia que não conseguia lhe negar nada! Ela, que lhe dava forças, era também sua fraqueza de fato.





Olá orbitantes.
Quem leu minha resenha sobre o livro Os segredos dos olhos de lady Clare deve lembrar que comentei que uma personagem secundária daquele livro chamou bastante minha atenção e eu acabei descobrindo que ela é protagonista deste livro, Cartas para uma falsa dama.

Como mencionei na resenha anterior, são livros independentes e não precisam, necessariamente, ser lidos na ordem. Entretanto, para entenderem melhor a Francesca e tudo que ela passou, sugiro que leiam Os segredos dos olhos de lady Clare primeiro e depois leiam Cartas para uma falsa dama

Outra coisa: a presente resenha contém spoilers do livro Os segredos dos olhos de Clare? De certa forma, a sinopse desse livro (Cartas para uma falsa dama) já traz um spoiler e não revelarei aqui nada além do que já está na sinopse. Por outro lado, para um leitor atento, o próprio título do livro Os segredos dos olhos de lady Clare já dá esse mesmo spoiler, então não é uma informação lá muito capaz de estragar a leitura de alguém.

Bom, como já mencionei, eu gostava da Francesca mesmo antes de iniciar a leitura desse livro. Mas tenho que admitir que, no começo da leitura, fiquei com medo que ela me decepcionasse. O Tristan não dava o ar da graça já há dois anos, e ela continuava completamente apaixonada por ele e com esperanças de que ele ainda a quisesse. Tentando justificar, a todo momento, as ações (ou falta delas) do marido.

Ahh... Mas depois que o dito cujo apareceu ela foi teimosa até demais (bem feito Trstan!!!!). Então, eu terminei a leitura gostando ainda mais da personagem. Ela se mostrou madura, inteligente, determinada, corajosa... Soube reconhecer que se apaixonara pelo marido quando ainda era muito nova e sem conhecê-lo direito, e decidiu que só queria continuar casada se pudesse realmente conhecer o marido, sem segredos, e se os dois, de fato, se amassem.

O que significo para você? Uma transação de negócios fracassada? Outra mulher que lhe dá alívio físico? Ou há mais do que isso entre nós? Francesca suspirou, incapaz de desviar seu olhar daquele rosto firme, daquela boca esculpida. Tristan le Beau. Mesmo com toda a sua arrogância, sua frieza, ele era lindo. Provavelmente, Tristan enxergava o amor como uma fraqueza. Se ela o quisesse, precisaria lhe ensinar que, longe de ser uma fraqueza, o amor era uma grande força. Havia, porém, algo que ele precisava entender. Francesca não permitiria que ele a pisoteasse. 

Achei que seria muito difícil que o Tristan me conquistasse. Que tipo de marido passa tanto tempo longe da esposa, sem nem ao menos entrar em contato, sabendo por tudo que ela está passando? A justificativa teria que ser muito boa. E foi! Mas confesso que demorou mais ou menos até a metade do livro para me convencer verdadeiramente. 

O Tristan teve uma criação severa e foi ensinado, desde muito cedo, que o amor é uma fraqueza. Por isso, sempre que se sentia próximo demais da Francesca, acabava se afastando. Então, ele demora a começar a se abrir com a esposa e isso pode ter um preço. Além disso, ele guarda alguns segredos que poderiam afastá-la de vez.

Desde que se separara de Francesca, aprendera, a muito custo, que pensar nela criava um caos em suas emoções. Ela afetava seu julgamento, e Tristan não podia permitir isso. Era um conde e possuía responsabilidades. Emoções eram perigosas, emoções destruíam vidas. Permitir que uma emoção forte se arraigasse significava mandar às favas o bom julgamento.

Como aconteceu no livro Os segredos dos olhos de lady Clare, o leitor sabe quais são os segredos que o personagem está guardando. E, de novo, eu fiquei brigando com o livro, porque era óbvio que quanto mais ele demorasse a revelar, pior seria. Só que, como sempre, esses personagens não escutam!

Ao contrário de suas expectativas, Francesca parecia satisfeita com o que ele dissera. Certamente nenhuma lady ficaria feliz por saber que seu marido não conseguia pensar com clareza, atrapalhado por pensar nela? Mulheres… Que grande mistério!

Eu gostei bastante da forma como o romance foi desenvolvido nesse livro também. Apesar de os personagens já serem casados, não se conheciam muito bem, então foi gostoso acompanhar os dois começando a se abrir e confiar um no outro, tendo em vista que os sentimentos que eles tinham antes eram baseados na atração. Falando nisso, temos cenas eróticas? Não considero eróticas, porque não são muito detalhadas ou descritivas. Na verdade, são duas cenas um pouco mais sensuais, mas nada que faria seu rosto pinicar caso você lesse em público. 

Que inferno! A trégua da noite anterior entre Francesca e ele era frágil demais para ser posta à prova. No entanto, pela segurança de Francesca, isso era exatamente o que ele precisava fazer.

Agora um aspecto negativo: lembram que eu mencionei que o livro Os segredos dos olhos de lady Clare gira em torno de problemas que poderiam ser resolvidos com uma simples conversa? Acontece o mesmo nesse livro e acho que me incomodou ainda mais porque li os livros logo na sequência. Então agora já aprendi que essa é uma característica da autora e que devo ler os livros dela intercalando com outras leituras, e não um em seguida do outro.

Bom, expliquei isso na outra resenha, mas vou explicar novamente para não ficar confuso: Os segredos dos olhos de lady Clare é o segundo livro de uma série chamada Cavaleiros de Champagne, que a editora Harlequin já lançou completa no passado, mas está relançando agora, com novas capas e um trabalho gráfico bem legal. Cartas para uma falsa dama não faz parte dessa série, foi lançado depois e conta a história de uma personagem que aparece no livro Os segredos dos olhos de lady Clare

Eu gostei mais desse livro que de Os segredos dos olhos de lady Clare, principalmente porque ele tem mais ação. E acho que um pouco também porque eu já gostava da personagem principal e também já estava mais habituada ao estilo de romance ambientado no período medieval. 

Por mais que a desejasse, naquele dia, simplesmente a abraçaria. Observaria a esposa até que dormisse. Era estranho como a necessidade de mantê-la em segurança sobrepujava outras necessidades mais básicas. 

Assim, indico o livro para quem procura uma leitura leve e despretensiosa, com uma pitada de ação, que traz uma narrativa fluída. Lembrando que a autora estudou história, então creio que a descrição dos costumes, vestuários e ambientação sejam razoavelmente fiéis à realidade.

Espero que tenham gostado da dica.
Fiquem de olho que logo tem mais!






Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.
8 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

8 comentários:

  1. Oi Barbara! Eu gostei muito da resenha anterior, sou muito fã de romances de época, e achei a história super interessante! E lendo sua resenha, com as dicas que você deu no começo, acho que meio que descobri uma coisinha.. Quanto a história deste livro, também me pareceu mais atraente, e fiquei aflita pra saber por que o marido fica esse tempão afastado de casa, sem dar nenhum sinal de fumaça.. Bom saber que a protagonista é firme e que os dois vão se descobrindo ao decorrer da trama. Obrigada pela dica!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a premissa do livro, fiquei pensando se Tristan deixa que os costumes fale mais alto que o amor que carrega em seu eito, que pelo visto não se preocupa com títulos ou dotes. Saber que a justificativa para ficar longe sem contato com a esposa foi boa me anima ainda mais para querer conferir está história, mesmo que tudo pudesse ser resolvido em um simples conversa rsrs.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiiii,

    Sua resenha me deixou muito curiosa para ler Cartas para um Falsa Dama, mas quando eu penso na bagunça que a editora fez com a ordem de lançamento eu acabo ficando perdida. Parece ser interessante, é mesmo que os livros possam ser lidos separadamente eu preferia ter a ordem de qual ler primeiro e tal kkkkk Acho que fica mais fácil quando os personagens são mencionados nos outros livros. Vou deixar sua dica em suspenso kkkk quando eu estiver com ânimo para enfrentar a série eu pegarei ele para ler.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Eu li um livro da autora recentemente e adorei, por isso eu já inclui este aqui na minha lista de leituras porque quero conhecer mais das suas obras. Não sabia que ela era historiadora, isso dá muita consistência para as descrições e fatos que ela insere na narrativa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda e confesso que não costumo ler muitos romances de época, sabe? Então dificilmente um chama realmente a minha atenção. Bom, esse parece ser um bom livro, gostei de saber que a protagonista se mostra madura e corajosa. Enfim, gostei de conferir suas impressões sobre essa obra, mas não é algo que pretendo ler no momento.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  6. Comprei esse livro em uma promo, achei a trama interessante, mas não sabia que tinha um livro antes. aff... ahahaha
    Mesmo podendo ser lido fora de ordem gosto de iniciar certinho, exatamente para poder entender melhor os personagens como você disse.
    Gostei de saber um pouco mais dessa trama. Agora vou atrás do outro livro para ler na ordem.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tudo bom?

    Eu só li um livro dessa autora que foi O Segredos dos olhos de Lady Clare, e apesar de ser bom, não foi um livro no qual me apaixonei ou que me prendeu a leitura então não tenho expectativas sobre esse. Fico feliz que tenha gostado do livro apesar de tudo, de fato essa autora é uma leitura leve e uma boa indicação para passar o tempo. Pretendo ler este livro e espero gostar mais que o outro 🧡

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Te entendo totalmente quando voce diz sobre esses problemas que poderiam ser facilmente resolvidos, e eu só consigo pensar em como os personagens são tão paranóicos quanto nós e transformam algo pequeno em um grande problema, quando na verdade a solução é tão fácil... Hahah nao conhecia a autora mas ja anotei a dica.

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo