RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] Uma noite de amor – por Mary Balogh

12 julho 2018
Título: Uma noite de amor [Os Bedwyns #0.5]
Autor (a): Mary Balogh
Páginas: 368
Editora: ASA (Portugal)
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon

Sinopse: Numa manhã perfeita de Maio… Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa. Até que Lily fala com franqueza… E afirma querer começar de novo… e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de… Uma noite de amor.

Resenhas anteriores:
Os Bedwyns #1: Ligeiramente casados
Os Bedwyns #2: Ligeiramente maliciosos

Neville Wyatt, o conde de Kilbourne, estava prestes a se casar com Lauren, sua prima por casamento, e com quem fora criado. Todos, desde os mais humildes até os nobres, aguardavam ansiosamente pelo casamento que fora arranjado quando os dois ainda eram crianças. Em primeiro lugar porque o casamento em si seria um evento grandioso e minuciosamente planejado, parecia que tudo sairia à perfeição. E, em segundo lugar, porque tudo era extremamente romântico: Lauren esperara por Neville quando ele foi lutar na guerra, mesmo sem ter certeza de seu retorno e chegando a uma idade que desencorajaria outros pretendentes caso ele não voltasse. 
Finalmente o grande dia chegou e Neville estava no altar aguardando sua linda noiva, quando uma mulher maltrapilha invade a igreja, instante antes da entrada da noiva. E a surpresa é generalizada quando Neville, depois de recuperado da surpresa, anuncia que aquela mulher, que mais parece uma mendiga, é sua esposa, que ele acreditava estar morta. 

Neville casou-se com Lily em um campo de batalha em Portugal. Lily era filha do Sargento Doyle, que pouco antes de morrer fez Neville prometer que protegeria sua filha. E a única maneira que ele encontrou de fazer isso foi desposando-a, conferindo-lhe assim a proteção de seu nome e sua classe social. Entretanto, caíram em uma emboscada menos de 24 horas depois do casamento e Neville foi gravemente ferido e pensou ter visto Lily morrer na sua frente. 

Mas Lily sobrevivera, apesar de ter sido ferida, e fora mantida como prisioneira de guerra durante um ano. Quando finalmente foi libertada e conseguiu, a duras penas, chegar até seu marido o homem que amava, descobriu que ele seguiu a vida (tão rápido?) e estava prestes a se casar.




Olá orbitantes.
Antes de qualquer outra coisa, devo esclarecer que esse livro não foi lançado no Brasil. Eu li a versão lançada em Portugal. 

Normalmente não gosto de fazer isso, mas eu estava lendo o terceiro livro da série Os Bedwyns (Ligeiramente escandalosos), que traz a Freyja como protagonista, e faz muitas referências sobre o passado dessa personagem. Foi quando fiquei sabendo que foram lançados dois livros antes da série Os Bedwyns que narram histórias de personagens que aparecem nessa série, e, especialmente esclarecem muitas coisas que aconteceram no passado da Freyja.


Assim, fui procurar para lê-los e Uma noite de amor é o primeiro deles. Já adianto que valeu muito a pena e que amei a leitura, então bora falar sobre o livro.

A Lily é uma das personagens que mais gostei em livros do gênero. Ela perdeu a mãe quando era muito nova, cresceu seguindo o pai por campos de batalha e viu e passou por coisas terríveis, principalmente durante seu período de cativeiro, mas nem por isso perdeu a alegria de viver e a inocência. É uma personagem doce, gentil e sonhadora, capaz de encantar (quase) todos ao redor, mas ainda assim é portadora de coragem e determinação férreas. Muitas vezes durante a leitura eu me peguei pensando que gostaria de ser mais como ela.

– Há alguns lugares que parecem ter recebido uma graça especial. Lugares onde a gente sente... a Deus, suponho. Nunca fui capaz de sentir a Deus dentro de uma igreja. É justamente o contrário, ali me sinto presa, oprimida, igualmente ocorre-me em muitos edifícios. Mas há lugares de uma beleza, uma paz e... uma santidade incomuns. São estranhos. Eu não tinha um vale como o seu enquanto crescia, e nenhuma cascata, lagoa ou casa. E não encontrava muitos desses lugares com o regimento, embora houvesse alguns. Aprendi a... a... [...]
– Não sei como dizê-lo. – Disse ela– Aprendi a ficar imóvel e a deixar de fazer, de escutar, inclusive de pensar. Aprendi a ser.Aprendi que quase qualquer lugar pode ser um desses lugares especiais, se eu permitir que o seja. Talvez tenha aprendido a encontrar esse lugar dentro de mim mesma.

O Neville, ou Nev, também conseguiu me encantar. Ele está em uma situação complicadíssima. Por um lado, não quer magoar a Lauren, com quem ele cresceu e pela qual possui afeto de irmão. Saber que ela já passou por tantas coisas na vida e que agora ele era a causa do seu sofrimento atormentava Nev. Por outro lado, ele tinha o dever de honrar seu compromisso com a Lily, sem contar que a amava. 

Uma das coisas que mais gostei no Nev é que ele não tentou mudar a Lily, ela não sabia nada sobre como ser uma condessa, nem ao menos como conviver com as pessoas de sua classe social. Mas Nev a amava como ela era e não quis deixar sua mãe “adestrá-la”. Mas isso tinha um ponto negativo: como Lily poderia ser feliz, sendo que se sentia inadequada e inferior durante a maior parte do tempo?

Compreendeu que a escuridão só era uma perspectiva. Estava escura de um ponto de vista e brilhante de outro.

E agora vou falar sobre uma coisa que gostei muito no livro e que pode ser considerada spoiler, mas que já aparece superficialmente na sinopse. Então, se você é uma daquelas pessoas que não gosta de nada meramente parecido com um spoiler, é melhor pular o que escreverei a seguir.

O Nev descobriu que o casamento dele com a Lily não era válido perante o Estado e a Igreja, e queria casar-se com ela novamente para formalizar a situação. Mas a Lily não estava feliz, ela amava o Nev, mas estava cansada de não saber como agir, enquanto era obrigada a conviver com a Lauren, o modelo de perfeição de como ser uma condessa. Então sabem o que ela fez? Não aceitou casar-se com Nev novamente e foi embora. Mesmo amando ele e sabendo que ele a amava. E sem aquele clichê de ser o melhor para o próprio Nev. Ela quis ir embora, mesmo sem ter um tostão e mesmo sem ter para onde ir, porque percebeu que não conseguiria ser feliz ali.

Ele a teria resguardado e protegido e conseguiria que sempre se sentisse incômoda e infeliz.

E eu simplesmente amei isso. Basta pensar em quanto é comum nos mantermos em uma situação que não nos deixa felizes ou plenamente satisfeitos, só porque é cômodo, é o mais fácil a se fazer. E é sobre isso que o livro nos faz refletir: aquela velha questão de continuar no que é familiar ou partir rumo ao desconhecido em busca de algo que pode ser melhor.

Esse é o fim do trecho que pode ser considerado spoiler.

Está apaixonado por ela. Mais ainda, a ama. Mas nunca poderia ser a condessa de Kilbourne, exceto possivelmente de nome. As cinderelas estão muito bem nas páginas de um conto de fadas, onde podem esperar viver felizes para sempre com seus príncipes. Na vida real, as coisas não acontecem assim.

Outra coisa que achei bem interessante é que o casal protagonista é formado por pessoas que já se conheciam e estavam apaixonadas. Então a parte romântica girou mais em torno de eles se conectarem novamente e tentarem adaptar o que sentiam àquela nova realidade que os cercava. 

Em relação aos personagens secundários, todos possuem personalidades e características próprias, tanto que fiquei com a sensação que as histórias de vários deles poderiam ser contadas em livros próprios. E o próximo livro tem a Lauren como protagonista, a noiva que foi deixada no altar pelo Nev. Nem preciso falar que estou ansiosa para ler, né?

Neville pensou, com certa amargura, que as mulheres, quando se aliavam, eram tão fáceis de serem movidas como o rochedo de Gibraltar.

Acho que deu para perceber que amei o livro, nem ao menos consegui encontrar algum ponto negativo para destacar. Adoro a narrativa da autora, e o fato de ela conseguir abordar assuntos sérios e fazer o leitor refletir e mesmo assim manter a leitura leve. 

Espero que tenham gostado da dica.
Fiquem de olho que logo tem mais!







Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.
12 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

12 comentários:

  1. OI, Bárbara. Tem dois livros separados que vem antes da série Os Bedwyns. Quando li a série fiquei com preguiça de ler esses livros mas fico chateada quanto tem um possível pseudo triângulo amoroso porque fico sofrendo pela outra parte, no caso, a Lauren. Não acho justo com ela, então não concordo muito com o enredo.

    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite.
      Sempre acho essas capas dos romances históricos belíssimas.
      Eu não li nada dessa série.
      Outra coisa que não sou muito fã é de triângulo amoroso.


      Sua empolgação após concluir a sua leitura é contagiante.

      Beijos.


      www.alempaginas.com

      Excluir
  2. Oi Barbara tudo bem? Adoro os livros da Mary, sua escrita é bem fluida e quando vejo já acabei de ler, tenho três livros dela que amo. Não conhecia esse livro ainda, mas já gostei do enredo, vou esperar a traduzir para o português para ler, parabéns pela sua resenha bem explicativa, dica anotada. Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Barbara!
    Menina do céu, eu não sabia desse conto antes da série realmente começar. Foi bom ter lido sua resenha porque assim eu leio esse antes de começar a ler mesmo Os Bedwins.
    Gostei também da Lily ter ido embora porque quis...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi Barbara!
    Eu não conhecia a autora nem a série. Como não curto romances históricos, não fiquei muito interessada com a história. Porém, achei muito importante o fato do Nev não tentar mudar a Lily e principalmente dela não aceitar fazer algo que ela não quisesse. O que mais importa é o interesse particular e legal que a autora levou isso a sério.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oiiii,

    Eu não sabia da existência desta série, e vou ser bem sincera, ainda que alguns pontos na história da Freyja tenham ficado meio soltos para mim, admito que nuca procurei saber mais sobre eles kkkk Fiquei curiosa para conhecer esta nova série, principalmente porque a história já começa com o casal apaixonado e acho que eu nunca li nada assim. Espero que eles lancem por aquí também.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Meu Deus, que premissa mais instigante é essa? Amo um bom romance de época e esse parece sair um pouco do que estamos acostumados a ler. O que ganhou meu coraçao é saber que Nív não quer mudar sua amada para que ela se encaixe nos padrões da sociedade. Quero fazer a leitura desse livro, mesmo não conhecendo a série que dispertou em você a vontade de fazer a leitura. Amei sua resenha e a dica já está mais que anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Bárbara, tudo bem?
    Ainda não li nenhum romance de época, é uma pena pq adoro romances e todas as resenhas que venho acompanhando são sobre eles, então sinto que estou perdendo algo incrível.
    Ainda não conhecia a autora e nem mesmo a série. Fiquei bastante intrigada com a história, o fato de que a personagem Lily entende que não é feliz em seu suposto casamento e vai embora me deixou bem curiosa, com certeza vou querer ler a obra.
    A resenha está ótima e adoro spoilers kkkkkkkkk
    Beijos - anne and cia

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Eu lembro que quando começaram a lançar essa série aqui no Brasil eu comecei a ler e descobri que tinham esses dois livros antes e corri para lê-los também... Hoje em dia, eu nem lembro direito da história e por sinal nem acabei de ler a série dos Bedwins, preciso termina-lá.

    Adorei sua resenha!

    Beijos
    Carol
    www.thereviewbooks.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi...
    Bem que eu estava estranhando, quando vi a capa do livro no inicio da resenha nao fazia ideia do seu lançamento, mas agora compreendi tudo. Poxa, a arqueiro devia ter lançado na ordem, não é mesmo, incluindo esses dois antes.
    Achei mega interessante a premissa da história, pena que eu ja esteja saturada desse gênero :/

    beijos
    http://www.livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Bárbara! Fiquei sabendo desses dois livros que são "prequels" de Os Bedwyns e fiquei chateada por não terem sido publicados no Brasil. Você falou dos personagens secundários, deve ter notado que o Neville tem uma irmã. Ela será protagonista em Uma proposta e nada mais, livro recentemente publicado pela Arqueiro. Eu acho legal quando as séries se cruzam entre si, mas gostaria que a Arqueiro tivesse publicado esses dois livros também...
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  11. Eu fiquei tão brava com a editora por não ter lançado esses dois livros anteriores da série. Eu comprei a série mas quero ler esses livros antes. Amei conferir a sua resenha e saber um pouquinho da história desse casal, pelo visto os personagens são muito legais.

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo