RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] Uma noite de amor – por Mary Balogh

12 julho 2018
Título: Uma noite de amor [Os Bedwyns #0.5]
Autor (a): Mary Balogh
Páginas: 368
Editora: ASA (Portugal)
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon

Sinopse: Numa manhã perfeita de Maio… Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa. Até que Lily fala com franqueza… E afirma querer começar de novo… e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de… Uma noite de amor.

Resenhas anteriores:
Os Bedwyns #1: Ligeiramente casados
Os Bedwyns #2: Ligeiramente maliciosos

Neville Wyatt, o conde de Kilbourne, estava prestes a se casar com Lauren, sua prima por casamento, e com quem fora criado. Todos, desde os mais humildes até os nobres, aguardavam ansiosamente pelo casamento que fora arranjado quando os dois ainda eram crianças. Em primeiro lugar porque o casamento em si seria um evento grandioso e minuciosamente planejado, parecia que tudo sairia à perfeição. E, em segundo lugar, porque tudo era extremamente romântico: Lauren esperara por Neville quando ele foi lutar na guerra, mesmo sem ter certeza de seu retorno e chegando a uma idade que desencorajaria outros pretendentes caso ele não voltasse. 



Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.

[Resenha] Baía dos suspiros - por Nora Roberts

06 julho 2018

Título: Baía dos Suspiros
[Trilogia dos Guardiões #2]
Autor (a): Nora Roberts
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon


Sinopse: Nora Roberts tem mais de 500 milhões de livros vendidos no mundo. Segundo volume da trilogia Os Guardiões. Para celebrar a ascensão ao trono de sua nova rainha, as deusas da lua criaram três estrelas, de fogo, água e gelo. Mas a deusa da escuridão as fez cair do céu, pondo em risco o destino de todos os mundos. Os seis guardiões, três homens e três mulheres de natureza especial, seguem unindo forças na busca pelas estrelas. Com sua bússola mágica, Sawyer King os transporta para a ilha de Capri, onde está escondida a Estrela de Água. Agora, eles vão precisar contar ainda mais com a sereia Annika. Nova neste mundo, sua pureza e beleza são de tirar o fôlego, assim como sua lealdade e disposição em proteger os novos amigos. Sawyer logo se vê atraído por seu espírito alegre. Mas Annika deve voltar para o mar em breve, e ele sabe que, se permitir que ela entre em seu coração, nenhuma bússola será capaz de guiá-lo para a terra firme… Enquanto isso, na escuridão, Nerezza está furiosa com a primeira derrota e planeja um retorno ainda mais maligno. Ela perdeu uma estrela para os guardiões, mas ainda há tempo para derramamento de sangue. Pois uma nova arma está sendo forjada. Algo mortal e imprevisível.

Resenha anterior:
Trilogia dos Guardiões #1: Estrelas da sorte


"– Eles a derrotaram! – insistiu Luna.
– Sim, por enquanto. Lutaram bravamente, arriscaram tudo, dedicaram-se por inteiro à busca. Mas…
Ela olhou para Celene, que assentiu.
– Sim, vejo mais sangue, mais batalha, mais medo. Luta e escuridão, em que dor e morte terríveis podem surgir em um instante e durar uma eternidade.
– Eles não se renderão – disse Luna.
– Provaram que têm coragem. E a coragem é mais real quando há medo. Não duvido deles, irmã. – Arianrhod olhou para a lua, para o lugar onde, tanto tempo antes, três estrelas brilhantes estiveram dispostas em curva. – Mas também não duvido da avidez e da fúria de Nerezza. Ela vai caçá-los e atacá-los sem descanso."

Há muito tempo, quando uma nova rainha ascendeu ao trono, três deusas da lua criaram três estrelas como uma forma de celebração. No entanto, uma deusa da escuridão, que apenas almejava poder e dor para os que viviam, fez com que essas caíssem do céu, e então determinou-se que para que os mundos não se extinguissem, seis guardiões que descenderiam das deusas da lua deveriam encontrar as três estrelas e levá-las novamente para seu lugar. Ao se reunirem, Sasha, Bran, Annika, Sawyer, Riley e Doyle uniram também suas forças, e sabiam que eram os guardiões de tais estrelas. Assim, depois de muita dor e sofrimento, conseguiram encontrar a estrela de fogo, que foi posta em segurança até que a próxima fosse encontrada, e então, lhes restou a tarefa de encontrar a estrela de água.




Tamara Padilha
Leitora compulsiva com foco em quase todos os gêneros
(exceto os romances de época e ficção científica).
Apaixonada por escrita, e em breve bacharel em direito.

[Resenha] As filhas da noiva - por Susan Mallery

22 junho 2018

Título: As filhas da Noiva
Autor(a): Susan Mallery
Páginas: 352
Editora: Harlequin Brasil
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon


Sinopse: Courtney Watson é a irmã desajustada da família. Ela pode não ter uma vida tão organizada quanto a das irmãs, mas ela é excelente em uma coisa: guardar segredos. Inclusive sobre seu caso flamejante com um produtor musical.
Planejar o casamento da própria mãe traz sua vida secreta à tona, mudando completamente a imagem que sua família tinha de Courtney para sempre. Quando o namorado de Siena, a irmã rebelde, a pede em casamento bem na frente de sua mãe e suas irmãs, é uma completa surpresa para ela. Siena já passou por dois noivados fracassados e desfeitos. Como ela pode aceitar se ela nem tem certeza que é isso que ela ainda quer?
Rachel é a cínica da família. Ela acreditava que o amor duraria para sempre. Até o seu divórcio. Enquanto o dia do casamento de sua mãe se aproxima, seu ex passa a implorar por uma segunda chance, e ela é forçada a reconhecer algumas verdades incômodas sobre os motivos pelos quais seu casamento não deu certo. Rachel precisa decidir se ela vai deixar o orgulho ficar no caminho do seu felizes para sempre.

— Eu sei. Senti uma faísca e soube que ela era a mulher certa. Mas fui devagar para não assustá-la. — Ele deu um tapinha na mão de Courtney. — Sou um homem de uma só mulher. Quero que você e suas irmãs saibam disso. Enquanto estava casado, sequer olhei para outra mulher. Sou o mesmo com sua mãe. Ela é minha princesa e tenho sorte de tê-la em minha vida. Nunca me dei conta de que tinha sorte, mas agora sei que sou o cara mais sortudo do mundo. Veja essas duas bênçãos que recebi.

Após vinte e quatro anos de solidão, a viúva Maggie Watson havia finalmente encontrado um homem que a amava intensamente e com quem ela poderia pensar em construir uma vida juntos. Com isso, Maggie decide então que terá o seu casamento dos sonhos, aquele que ela planejava desde os 14 anos de idade e que não pode fazer como queria quando casou-se com o pai de suas filhas por ser ainda uma menina muito nova e à época sua mãe escolheu tudo. Dessa forma Maggie resolve pedir ajuda para Joyce, sua amiga de anos e dona do hotel da pequena cidade de Los Lobos, que imediatamente passa a tarefa para a criativa Courtney, que é filha de Maggie, mas que ninguém sabe o quão criativa é, enquanto a mãe e a irmã a subestimam e diminuem dia após dia, por imaginarem que ela é apenas uma camareira que não quer saber de estudos, enquanto nos bastidores Courtney percebe que essa pode ser a oportunidade perfeita de ela fazer algo que faça sua família feliz, ainda que elas demorem a saber que ela está na organização.




Tamara Padilha
Leitora compulsiva com foco em quase todos os gêneros
(exceto os romances de época e ficção científica).
Apaixonada por escrita, e em breve bacharel em direito.

[Resenha] Casamento Hathaway – por Lisa Kleypas

21 junho 2018

Título: Casamento Hathaway
[Os Hathaways #2.5]
Autor(a): Lisa Kleypas
Páginas: 52
Editora: Arqueiro
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon

Sinopse: Você está cordialmente convidado para o casamento de Win Hathaway e Kev Merripen, uma cerimônia repleta de amor, improviso e convidados surpresa.
Casamento Hathaway é um conto exclusivo da série Os Hathaways, presente de Lisa Kleypas para seus leitores.

Resenhas anteriores:

Os Hathaways #1: Desejo à meia-noite
Os Hathaways #2: Sedução ao amanhecer
Os Hathaways #3: Tentação ao pôr do sol
Os Hathaways #4: Manhã de núpcias
Os Hathaways #5: Paixão ao entardecer


Merripen estava ciente de todos os sinais de azar que antecederam seu casamento com Win, que aconteceria no dia seguinte. Mas alguém queria escutá-lo? Claro que não! Achavam que eram apenas superstições bobas de um cigano. Só que nada o impediria de tornar Win sua esposa. Nada mesmo!

– Nada impedirá esse casamento – disse a ela ao entrar no quarto dos dois na noite anterior à da celebração. – Eu vou me casar com você mesmo se cair um raio na igreja. Eu vou me casar com você mesmo se toda a Stony Cross for inundada, se o pastor estiver embriagado ou se houver um estouro de animais no meio da cerimônia.




Olá orbitantes.
No final do ano passado eu li a série Os Hathaways inteira e amei acompanhar essa família nenhum pouco convencional. Não sabia sobre esse conto, descobri só recentemente que estava disponível gratuitamente na saraiva e já quis ler.

Não dá para comentar muito sobre o enredo, já que se trata de um conto curto. Mas posso dizer que deu para matar a saudade dessa família, apesar de que alguns membros apareceram bem pouco, na verdade foca mais na Amélia e na Win e seus respectivos pares. O que faz sentido já que o conto foi lançado logo após o segundo livro e antes que os demais livros da série fossem lançados.

Então, caso você pretenda iniciar a série, sugiro que leia esse conto logo após o segundo livro, Sedução ao amanhecer, até porque narra o casamento dos personagens desse livro, funcionando como uma espécie de epílogo. 

Outro membro da família que aparece um pouquinho mais nesse conto é a Beatrix, pois ela fica sabendo que uma situação que envolve maus tratos contra animais silvestres, e, claro, não consegue deixar isso quieto (pega eles Bea!!!!!!!). Gostei do fato de o conto ter retratado como a família, principalmente a Amélia, aprendeu a lidar e a respeitar as peculiaridades da Bea, minha personagem favorita de toda a série.

– Antes que fale qualquer coisa, Bea… Cam me aconselhou a deixá-la seguir seu próprio caminho. E ele estava certo. Não precisa mudar seu modo de ser para agradar outra pessoa. Você é perfeitamente maravilhosa assim como é. – Ela sorriu. – Só quero que seja feliz. E não acho que consiga ser se não estiver livre para seguir seu coração.

Enfim, se você leu a série Os Hathaways e gostou, esse conto é maravilhoso para relembrar os personagens. É um conto bem curtinho, mas me fez rir muito, adoro o humor sarcástico do Léo e as interações entre o Cam e o Merripen. E também dei alguns suspiros revivendo os relacionamentos entre os irmãos e os casais já formados. 





Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.

[Resenha] Hoje e sempre - por Nora Roberts

20 junho 2018

Título: Hoje e sempre
[MacGregors #5]
Autor(a): Nora Roberts
Páginas: 192
Editora: Harlequin Brasil
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon


Sinopse: Daniel MacGregor sempre soube que construiria um império. Por isso, aos 30 anos e trabalhando para conquistar seu segundo milhão, ele decide que é a hora certa de encontrar a mulher perfeita para casar e começar uma família. As melhores candidatas são aquelas de linhagem forte, silenciosas, bonitas e que queiram ficar em casa cuidando dos futuros filhos. Anna Whitfield não se encaixa nesse perfil. Ela é a única mulher da turma de medicina e aspira ser uma ótima cirurgiã. A última coisa que Anna deseja é se casar e ter filhos, pois isso iria interferir na sua dedicação à carreira médica. Mas Daniel não vai deixá-la fugir da atração que sentem, mesmo que para isso tenha que ignorar seus instintos que imploram por um casamento e aceitar a proposta de Anna de apenas morarem juntos. Essa situação será um escândalo que apenas o amor poderá superar! Finalizando o arco da família MacGregor, Hoje e sempre vai emocionar as leitoras com uma história controversa e repleta de amor!

Daniel Macgregor é um homem influente no ramo dos negócios, cobissado por uma porção de mulheres e seu objetivo de vida é simples: construir seu império com direito a filhos e, claro, uma esposa disposta a cumprir seu papel. É em um baile que ele se vê ainda mais estimulado a realizar seu desejo, quando se depara com Anna, uma jovem de aparência delicada porém, logo ele descobriria, personalidade inflexível. A atração imediata que surge entre ambos é razão suficiente para Daniel acreditar que encontrou o que procurava. Anna, por sua vez, tem outros planos.




Isabela Rocha
Estudante de jornalismo. Apaixonada incorrigível pelas palavras.
Aventuro-me por todos os gêneros,
desde romances água com açúcar, até os temíveis terror / suspense.
 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo