RESENHA DE UMA HISTÓRIA DE VERÃO – POR PAM GONÇALVES
RESENHA DE UM BEIJO Á MEIA-NOITE – POR ELOISA JAMES
RESENHA DE OS PÁSSAROS – POR FRANK BAKER

[Resenha] A mulher na cabine 10 – Por Ruth Ware

18 janeiro 2018

Título: A mulher na cabine 10
Autor (a): Ruth Ware
Páginas: 320
Editora: Rocco
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon || Americanas || Submarino

Sinopse: Aclamado pela crítica e há mais de 30 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo, na melhor tradição de Agatha Christie. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal.


Laura Blacklock é uma jornalista de turismo que recebe a chance de alavancar sua carreira quando sua chefe não pode ir a um cruzeiro e é convidada á ir em seu lugar. Tudo estaria ótimo se Lo (apelido da Laura) não estivesse possivelmente sofrendo de transtorno de estresse pós-traumático, após passar por um trauma dias antes de embarcar no cruzeiro.


"[...] Mas agora que eu estava tendo uma prova daquilo, só pensava em como ela suportava essas espiadas constantes numa vida que nenhuma pessoa comum poderia pagar. "

Lo sabe que precisa socializar e fazer contatos, mas não consegue dormir a dias e a única coisa que parece ajudar um pouco é o consumo de bebida alcoólica, mas a ressaca definitivamente também não é sua aliada. E é nesse momento, depois de vários dias estressantes e insones, que Lo testemunha o que aparenta ser o corpo de uma mulher sendo jogado ao mar. E o pior é que ninguém a bordo acredita no que ela viu, até porque a cabine da qual a mulher aparentemente foi jogada estava desocupada. O que Lo deve fazer agora? Aceitar o fato de que provavelmente seja fruto de sua imaginação, ou, buscar provas do que viu?

"Era isso que ia acontecer? Será que eu estava me tornando uma pessoa que tinha ataques de pânico no metrô e voltando a pé para casa, ou passando a noite sozinha em casa sem o namorado? "






Hoje eu trago a resenha de um livro sobre o qual não posso falar muito caso contrário corro o risco de soltar algum spoiler. Então dessa vez a resenha vai ser curtinha...

O livro é narrado em primeira pessoa através do ponto de vista da Lo, então temos somente a perspectiva dela do que acontece. E a Lo é muito humana, ela comete erros, nem sempre sabemos se o que está sendo narrado é confiável e sim, muitas vezes tive vontade de dar uns tapas nela para ver se ela acordava e parava de fazer besteiras.






"Não era só paranoia. Alguma coisa tinha me acordado. Alguma coisa me deixou assustada e tensa como uma viciada em metanfetamina. Por que eu só pensava em um grito?"

Ela está a bordo de um cruzeiro de luxo, na primeira viagem do navio Aurora Borealis (que tem por objetivo navegar por águas onde seja possível ver a aurora boreal), e foram poucos os convidados para essa viagem inaugural, e, apesar de a protagonista desconfiar que cada um deles poderia ser um assassino, ao menos em algum momento, a autora não aprofundou muito em suas personalidades.






"Mas outra parte, mais teimosa, se recusava a desistir. Enquanto aplicava o rímel emprestado de Chloe diante do espelho do banheiro, me vi procurando no reflexo a mulher revoltada e idealista que havia começado seu curso de jornalismo quinze anos atrás, lembrando dos sonhos que tive de me tornar uma repórter investigativa e de mudar o mundo. Em vez disso, acabei caindo em matérias sobre viagem na Velocity para pagar as contas e, quase a contragosto, comecei a curtir isso, estava até curtindo regalias e sonhando com o papel de Rowan, de ter minha próriia revista. Mas isso não fazia mal, eu não me envergonhava da escritora em que me transformara, porque, como a maioria das pessoas, aceitei o trabalho onde pude encontrar e procurei dar o melhor de mim a essa função. Mas como poderia olhar nos olhos daquela mulher no espelho se não tinha coragem de ir lá fora e investigar essa história que me encarava de frente?"






Eu li o livro em três dias, e confesso que as primeiras páginas não me prenderam muito, achei o enredo um pouco parado e um tanto parecido com outros livros. Na verdade, o começo me lembrou mais o enredo de um romance, até cheguei a me perguntar se o livro foi enquadrado no gênero certo. Mas depois da página 200 essa sensação passou e foi praticamente impossível abandonar o livro antes de chegar ao final, então sugiro que não se aventure nesta leitura em um dia de pouca disponibilidade.

"Mas a alternativa não era muito melhor. Porque se não estava morta, a única possibilidade... e de repente eu nem tinha mais certeza se era melhor ou pior... era que eu estava ficando louca."






Um ponto que quero destacar é que a autora usou um recurso muito inteligente para dar dicas pontuais do que aconteceria antes que as coisas acontecessem. Isso serve extraordinariamente bem para prender a atenção do leitor e deixá-lo curioso para saber o que era verdade ou não e na expectativa para saber o que realmente aconteceria.

Existem mais dois elementos que foram muito bem trabalhados no livro e que eu gostei muito, mas eu não poderia comentá-los aqui sem acabar soltando algum spoiler indesejado. Sendo assim, vou dizer somente que gostei muito da leitura e que indico o livro para quem gosta de suspense e mistério, e para quem gosta de criar teorias enquanto lê.

"- [...]Eu realmente acho que temos a responsabilidade de tirar cada grama de sensação da vida, vocês não acham? Senão vira apenas um breve, perverso e brutal interlúdio com a morte."

Espero que tenham gostado da dica.
Fiquem de olho que logo tem mais!













Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.
26 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

26 comentários:

  1. Meu Deus, esse livro é sensacional!
    Ele tem todo um mistério bem trabalho, adorei a ideia da história se passar num cruzeiro, dá um charme muito forte na narrativa.
    Vou procurar o livro para ler.

    ResponderExcluir
  2. A capa dele me remete tanto a A Garota no Trem, que por sinal tenho maus nem li.
    Adorei a premissa desse livro e o mistério dele parece-me bem palpável para o leitor.
    Me deixa curiosa esses outros pontos que você gostou, mas que não pode comentar.
    Adoro livro com esses mistérios então claro que vou anotar essa dica.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  3. Oi Barbara
    Eu já tinha visto outros comentários sobre este livro e depois da sua resenha fiquei com mais vontade ainda para ler!
    Eu achei a sinopse muito interessante e eu amo tramas ambientadas em navios e barcos.
    Adorei seus comentários e suas fotos, ficaram linda!
    Ótima resenha e o livro já está na minha lista. Doida para acompanhar a Lo!
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  4. Olá Bárbara!!!
    Eu não sou muito ligada aos suspenses e mistérios, mas achei interessante os recursos utilizados pela autora para prender o leitor ao livro e fazer com que ficasse se perguntando o que realmente aconteceu??
    Eu fiquei só pela resenha me perguntando se realmente ouve um assassinato ou se a personagem teve uma alucinação??
    Parabéns pela resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Li outras resenhas que expandiram um pouco a cerca do livro e o enredo me remeteu um pouco a Garota no Trem, por esse lance dela não se lembrar direito das coisas por estar bêbada e com remédios, claro que a trama é totalmente diferente. Ainda assim a história me deixou curiosa demais e me arrependo de não ter solicitado para a parceria hahaa

    ResponderExcluir
  6. Eu simplesmente amo esse tipo de enredo, gosto de toda curiosidade que desperta em mim. Mesmo com o arrastar da história no inicio, sem dúvida é uma leitura que eu adoraria fazer, ainda mais amando criar teorias enquanto leio, para no final ficar com cara de boba kkk. Quero ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tnha ouvido falar deste livro mas fiquei com uma vontade imensa de fazer a leitura depois de ler a tua opinião!

    Que bom que gostaste de fazer a leitura! :) Adoro esse pormenor das pistas, e bem capaz de fazer a diferença! Que ótimo que te prendeu assim tanto!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Barbara.
    Estou com esse livro aqui e preciso ler ele logo para participar de um clube do livro que organizo com alguns amigos!
    Infelizmente já li críticas ruins sobre ele, mas a sua resenha me deixou um pouco mais animada!
    Estou curiosa para saber qual foi esse recurso usado pela autora!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Eu gosto muito de suspense e principalmente as tramas que podemos supor que sustentam o enredo e normalmente elaborar possíveis assassinos e motivos para tal crime.

    Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Gente, pela mor de cristo, onde estava esse livro que eu ainda não tinha visto falar nada a respeito dessa obra senhor? Kkkk. Adoro livros nessa pegada e esse sem dúvidas me deixou muito curioso para saber mais. Fico feliz que rena gosta muito, e espero poder ler e amar tanto quanto você

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Comprei um ebook desse livro ontem de tão curiosa que estou com essa história.
    Acredito que vou curtir a trama pelo mistério desse assassinato pelo visto a autora soube bem conduzir o desenrolar da história e sua resenhae deixou ainda mais animada pra leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  12. Por mais que você diga que depois o livro engatou, a parte em que fica mais chato eu já fico receosa porque para mim demora e eu acabo deixando a leitura de lado, mas já li vários livros assim e depois a coisa engrena mesmo e a gente gosta da leitura né.

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse título e, pela capa e sinopse, eu faria a leitura dele, mas sua resenha, apesar de destacar pontos positivos como a humanidade de Lo, ela também destacou um ponto muito negativo para mim: a lentidão na leitura até a página 200. Eu esperava uma história mais ágil e envolvente, confesso.
    Entretanto, vou anotar a dica, mas não sei se será para ler imediatamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Se mesmo com o inicio mais truncado, você concluiu a leitura em três dias, só tenho a dizer que quero este livro e quer ter a mesma experiencia.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?

    Primeiramente quero dar meus parabéns pelas fotos, elas ficaram lindas. Eu não lembro de ter lido alguma resenha desse livro apesar de já conhecer a capa. Eu gostei das suas impressões, mesmo que tenha sido um início truncado, eu fiquei de cara com o fato de vc ter terminado a leitura em três dias, isso significa que o livro é bom!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Oiie

    Ainda não tinha ouvido falar desse livro e fiquei bem curiosa. Adoro um romance policial hahah Amei sua resenha e fotos e com certeza adicionei o livro aos meus desejados!

    Beijos!
    http://leelerblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Que bom que você não desistiu nas primeiras páginas diante do enredo mais lento. Infelizmente não li ainda, mas diante do que você apresentou, certamente é um livro que eu gostaria, pois policial é um dos meus gêneros favoritos.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?

    Há anos não acompanho direito os lançamentos da Editora Rocco, então esse foi bem surpreendente, pois não o conhecia. Acho que na realidade, poucos o devem ter lido. Estou me aventurando mais no gênero policial, então acho que este vai me agradar. Obrigada pela dica.


    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Eu não conhecia o livro e todo esse misterio pra saber o que realmente aconteceu me chamou muita atenção, gosto de livros e autores que nos prende dessa forma, que nos da dicas pra querer cada vez mais desvendar o ocorrido. Acho vou colocado nos desejados viu. Otima resenha

    Bruna
    http://www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  20. Oie
    é bem ruim quando as primeiras páginas não prendem mas que bom que insistiu e valeu a pena, ainda não conhecia o livro mas gostei bastante do enredo e sua resenha, o gênero chama minha atenção então vou ver se consigo correr atras de ler o livro

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá! Gostei bastante da dica, ainda não conhecia o livro e já marquei no skoob. Interessante que ela está sendo comparada a escrita de Agatha Christie. Gostei bastante da sua resenha e das fotos que utilizou para compor. Por mais leituras como essa, muito bom você compartilhar, bjo

    ResponderExcluir
  22. Oi Barbaara, tudo bem?
    Menina do céu, que resenha foi essa? Mesmo sendo curta foi muito instigante e me deixou desejando muuito esse livro. Não o conhecia mas agora já está nos desejados!
    Simpatizei muito com a Lo então acho que comigo mesmo no começo já vai ser uma leitura fluida

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Apesar de achar essa capa muito linda e a sinopse bem interessante, eu não acho que a leitura desse livro me seria agradável hoje.
    Anotei a dica para um eventual futuro. Sua resenha está muito interessante.
    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi, esse livro me lembrou um pouco o "assassinato no expresso do oriente", um livro que particularmente amo. Então, acho que seria uma boa dica pra mim, provavelmente vou gostar. A premissa é bem interessante, né. Acho que ficaria bem melhor se a autora se aprofundasse na personalidade dos personagens. Porém, fico pensando se nao ficaria tão longo o livro. Espero ter a oportunidade de lê-lo e gostar tanto quanto você.

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  25. Ual,
    que premissa incrível. Amo livros com essa pegada e já vou dar um jeito de ler esta história. Só fiquei um pouquinho receosa pelo ritmo inicial, não sou muito fã de histórias que demoram a pegar um ritmo legal mas depois de tudo que li acho que vale a pena, né? Vou procurar ler sim e espero gostar bastante dessa leitura.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  26. Olá ♥
    Não conhecia o livro, mas a premissa central de uma mulher alcoólatra e ninguém acreditar nela me lembrou um pouco a Rachel de " A garota no trem" . A história parece ser bem desenvolvida e eu gosto bastante disso. Fiquei curiosa para saber quais foram os dois elementos bem trabalhados ao longo do enredo. Livros desse gênero na minha humilde opinião sempre começam com um ritmo mais devagar mesmo, Amei a resenha e as fotos, beijos!

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo