RESENHA DE A MULHER NA JANELA – POR A.J. FINN
RESENHA DE CONTAGEM REGRESSIVA – POR KEN FOLLETT
RESENHA DE UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – POR LISA KLEYPAS

[Resenha] Como se vingar de um cretino – Por Suzanne Enoch

12 abril 2018

Título: Como Se Vingar de Um Cretino
[Lessons in Love #1]
Autor (a): Suzanne Enoch
Páginas: 288
Editora: Harlequin Brasil
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon || Submarino || Americanas

Sinopse: Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?


Alguém tem que ensinar uma lição ao Lorde Dare, e se somente Georgiana está disposta a isso, que seja! Seis anos antes o devasso Visconde de Dare havia tirado a virgindade de Georgiana para ganhar uma aposta e a magoado profundamente. E agora Georgiana o estava assistindo tentando fazer o mesmo com a jovem e inocente debutante Amélia Jonhs. Chegou a hora de alguém dar um basta naquele cretino presunçoso!

"Agora lhe mostraria o quanto doía ser traído. Então, quem sabe, ele entenderia o que significava ser honrado, e poderia ser um marido decente para alguma pobre e ingênua garota, como Amélia."

Georgie traça um plano, que consiste basicamente em se infiltrar na residência de Dare com a desculpa de fazer companhia às suas tias duas idosas, fazê-lo se apaixonar por ela e depois partir seu coração, para que ele nunca mais faça isso com alguém. A primeira parte do plano foi inacreditavelmente fácil de colocar em prática, agora basta Georgie conquistar o coração daquele libertino inveterado, a quem somente dispensou agressões e ofensas nos últimos seis anos. É, talvez essa segunda parte do plano seja mais complicada do que Georgie imaginara!

"O coração nunca mais regeria a cabeça quando se tratasse de qualquer homem."

Além disso, surge outro agravante. Georgie estava decidida a nunca se casar, posto que jamais conseguiria confiar em outro homem novamente. Em que pese todos da sociedade saberem disso, ela recebeu inúmeros pedidos de casamento ao longo dos anos e sempre é cortejada por muitos admiradores, mas Georgie está cansada de saber que esses homens só querem seu dinheiro. Até que Lorde Westbrook começa a demonstrar interesse por ela. Lorde Westbrook é um homem bonito, que possui um título e definitivamente não precisa de dinheiro. Será que vale a pena correr o risco de afastar esse incrível pretendente somente para ensinar uma lição ao Lorde Dare?

"Quando chegou à sala de visitas, parou à porta aberta. Westbrook estava sentado em uma das pontas do sofá, com um buquê de rosas na mãe e o olhar fixo no fogo que queimava na lareira. Aquele poderia ser seu futuro: calmo, sereno e pacífico."









Logo no início do livro, Georgiana se mostrou uma mocinha destemida, determinada, inteligente e portadora de uma língua extremamente afiada. Gostei da personagem logo de cara, mas confesso que ela me deu um susto. Uma pouco depois da metade do livro ela quase, eu disse QUASE, caiu naquele clichê da mocinha que se apaixona e perde o cérebro e a vontade própria ao simples toque do mocinho. Inclusive ela demonstrou tamanha ingenuidade em dado momento que eu pensei “abduziram a Georgie e substituíram por uma ameba, não é possível”. Mas a autora conseguiu reverter a situação e a personagem conseguiu me reconquistar quando decidiu retomar as rédeas da própria vida e ser a única responsável por suas escolhas.







Quando eu li a sinopse do livro pensei que seria extremamente difícil que o Lorde Dare me conquistasse. Como gostar de um personagem que seduziu uma moça somente para ganhar uma aposta, ainda mais em um romance de época? Bom, pensei bem e decidi não contar aqui se a autora conseguiu essa proeza de me fazer gostar do personagem ou não. Você vai ter que ler e tirar suas próprias conclusões.



"Independentemente do que estava acontecendo, não iria deixar que Georgie vencesse. Vale tudo no amor e na guerra – e isso, definitivamente, era uma coisa ou outra."



Quanto aos demais personagens, temos a família do Lorde Dare, que consiste em quatro irmãos mais novos e duas tias idosas, e eu adorei acompanhar as interações dessa família, dei muitas risadas com os diálogos e fiquei encantada pelo carinho que todos demonstram sentir um pelo outro. Temos as duas melhores amigas da Georgie, que, de acordo com a pesquisa que fiz, conheceremos melhor nos próximos livros desta trilogia. E temos também a família da Georgie, tia Frederica, que não está nem um pouco satisfeita com a aproximação da sobrinha com o homem que a magoara à seis anos, e Grey, primo de Georgie e, incrivelmente, melhor amigo do Lord Dare.







Em relação aos personagens só vou dizer mais uma coisa: a Georgie não é a única que está arquitetando planos e usando de artimanhas para colocá-los em prática!

O romance é um pouco mais erótico que os outros do gênero que li, mas não é nada que tome conta do enredo. É meu primeiro contato com a autora e achei a escrita dela extremamente leve e fluida, fazendo com que não tenhamos vontade de parar de ler. Entretanto, houve um momento, mais ou menos na metade do livro, em que a leitura ficou um pouco arrastada e temi que o livro seria desnecessariamente longo, mas esse não foi o caso e depois entendi o propósito daquela parte mais lenta.







O final do livro deixou um gostinho de quero mais e quero muito saber mais sobre o final feliz dos personagens. O que será possível já que esse é o primeiro livro de uma trilogia e eu espero que editora Harlequin lance os outros volumes muito em breve. Falando na editora Harlequin, o trabalho gráfico está maravilhoso, a capa é linda, bem mais bonita que a original, e também é mais condizente com o conteúdo que a original.

Indico esse livro para quem gosta de romances bem leves e gostosos, com algumas cenas engraçadas bem legais (tem uma, inclusive, bem perto do final do livro, que me faz rir sozinha só de lembrar), e também com personagens um pouco mais realistas do que costumamos encontrar no gênero, que possuem qualidades e defeitos.















Barbara M. Cabalero
Advogada, concurseira e apaixonada por livros desde criança.
Meu gênero favorito é fantasia, mas sou bastante eclética,
leio quase todos os gêneros.
7 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

7 comentários:

  1. Oi! Adorei a resenha, só queria saber se vc foi conquistada ou não rs. Esse livro entrou fácil na minha longa lista,pois só vejo comentários positivos.
    Bjs
    Tell me a Book

    ResponderExcluir
  2. Adorei a premissa do livro, com certeza seria uma leitura que me tiraria boas risadas e saber que a mocinha foi destemida é ainda melhor. Adorei a descrição sobre a ameba no lugar da protagonista rsrsrs. Agora vou ter que ler para descobrir se vou gostar ou não desse Lorde. Saber que é uma trilogia e não uma série me anima, espero ter a oportunidade de ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi! Eu amo romance de época, apesar de não ler muito do gênero (o mal de gostar de bastantes gêneros literários). Eu ainda não li esse livro, mas gostei da premissa dele. Adoro quando as mocinhas são destemidas e bem diferente do comum em um romance de época. Isso evita que o livro seja apenas mais do mesmo. Adorei a dica e já adicionei na lista de próximas leituras.

    Beijos!
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Eu gostei da capa e a sua resenha ficou muito boa, contudo eu não curto muito romances de época e por isso vou indicar o livro para as meninas do blog, mas fico feliz que tenha gostado da leitura e tenha ficado envolvida!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro romances de época, e pra mim a Suzanne Enoch sempre é uma opção divertida, sexy e muito amorzinho! Adoro os livros dela e esse está na minha lista.

    http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá! Eu vi alguma blogueira falando sobre esse livro, confesso que não me interessou tanto de primeira, mas conferindo a sua resenha agora fiquei tentada a dar uma chance, mas somente por você ter dito que ela retoma as rédeas da própria vida e escolhas, fora isso passaria sem dúvidas, rs. Adorei conferir suas impressões e a resenha está ótima! Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bárbara! Adorei a sua resenha, queria mesmo uma opinião sobre esse livro, se vale a pena a leitura ou não. Já tinha lido algo da autora, mas já faz muito tempo, mas pelo visto ela não perdeu a mão. rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir

 
© Galáxia de Ideias, VERSION: 01 - BLUE UNIVERSE - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo